Archive for março de 2017

A história e astúcia

Conte as pedras da história sem sentir o peso, como se fossem metáforas transcendentais e agudas. Não acredite no deus que não dança, nem na sereia que não seduz. Mergulhe no mar da aventura numa embarcação velha, e compare-se com Ulisses inventando astúcias e risos. Não seja objetivo, dispense os gênios da academia e procure […]






Share Read the rest of this entry »

O silêncio dos deuses, a apatia dos homens, a salvação ilusória

Quem assistiu ao último filme de Martin Scorsese sentiu que o silêncio pode frustrar e a verdade não é propriedade de uma única cultura. As colonizações foram e são cruéis. Em nome de Deus se procurou firmar crenças e se encontrar paraísos. A multiplicidade do sentimento culpa derruba sonhos. Ela acompanha a história mesmo que […]






Share Read the rest of this entry »

Mia Couto: a travessia das palavras cruas

Difícil definir a vida. Importante é reunir palavras e jogá-las como se fosse um mágico. Não se escreve para desnudar o mundo. Seria impossível uma nudez absoluta, como tantas vestes e dúvidas tomando conta do nosso cotidiano. Ler e escrever não guardam fronteiras. O abraço é fundamental. O corpo não pode ser um único corpo, […]






Share Read the rest of this entry »

Repartir a vida( para Luís)

Repartir a vida na travessia do inesperado, desfaz as amarguras e as suspeitas das dúvidas. Não há encantos em sentimentos disfarçados, as perdas nos deixam alucinados em busca da certeza. As luzes não estão  acesas e a escuridão nos mete medo. Há um desejo que a saudade invente outro tempo e cada passo recomponha futuros […]






Share Read the rest of this entry »

Qual o peso da justiça no Brasil?

  Não faltam dúvidas. Quem se salva? A lista de Janot é feroz. Passa por quase toda população dos políticos. Muita acusação, dinheiro solto, revelação de intimidades, senadores e deputados enlouquecidos. Há sustos, mas também hipocrisias e respostas prontas. Será que tudo vai tomar o caminho do esclarecimento? Ninguém sabe. Muitos processos contaminam perspectivas eleitorais. […]






Share Read the rest of this entry »

O fogo da palavra

a palavra cerca a vida e o corpo nega que tudo tenha apenas um significado. poderia multiplicar as cores e os traços mas nada termina a vastidão da palavra. quem inventou o mundo sabe que a eternidade é uma abstração divina e a palavra seu encanto indefinido. o fogo do mundo se encerra no último […]






Share Read the rest of this entry »

Karnal e Moro: a vitrine tem muitos donos

O país está muito dividido e cercado  de ressentimento por todo lado. A ilha Brasil se estende. Cada dia se planta uma árvore ou se organiza um escândalo. A população é grande. Há uma cultivo delirante da mídia e necessidade de ídolos. Muito desemparo, numa sociedade onde a morte acompanha a miséria. Celebra-se água, a […]






Share Read the rest of this entry »

O mundo das quadrilhas mirabolantes

A quantidade de bancos explodindo assusta. Uma devastação que nos deixa perplexos. Prendem trés, quatro, mas o suspense continua. Muita grana solta e as pessoas aflitas não sabem o que fazer. Cada cidade atacada é um terremoto. No meio de uma economia combalida, a segurança tornou-se um problema sem fim. Tudo feito com grande eficácia. […]






Share Read the rest of this entry »

O desejo da vida

Leia um conto de Borges que festeja o desejo e jogue  fora a melancolia da vida sem feridas. Não caminhe com os demônios ensandecidos, desvie-se dos deuses vendedores de perdões. Há travessias curvas, com pedras e abismos, há corpos quentes distraídos com o tempo. Seja o mínimo para quem desfila com arrogância, pense no sentimento […]






Share Read the rest of this entry »

Gabriel e a solidão que se torna perene

  Li Gabriel García Márquez cedo. Dei conta de boa parte de seus livros com alegria e encantamento. Quando li Cem anos de solidão fiquei levitando. Nunca tinha navegando por mares tão belos. Há dois livros que me empolgam e não canso de celebrar suas palavras: As cidades invisíveis e Cem anos de solidão. A […]






Share Read the rest of this entry »