Archive for fevereiro de 2018

Quem constrói o muro da felicidade?

    O mundo mostra-se inquieto, mas nem sei qual é o tamanho do mundo. A complexidade se arrasta pela vida, desde que Adão conheceu Eva e resolveu desobedecer. Não há como escapar da rebeldia. Aqueles que são passivos e tolerantes também possuem suas crises. Nada está quieto ou escondido para sempre. Temos muitos desejos […]

Read the rest of this entry »

A melancolia do zero

A MELANCOLIA DO ZERO Pegue o passaporte da viagem e escolha o desenho da fantasia. Não se entregue ao psicodélico, nem a droga que matou Hendrix. Não tome uma carona para Woodstook e relembre maio de 1968, esqueça um pouco da folia e ressuscite as utopias possíveis. Sinta que canhões assustavam crianças no Vietnam e permanecem na […]

Read the rest of this entry »

No meio da festa, os desgovernos e as apostas

    Não pense que a política tem descanso. Numa sociedade, sem perspectivas tudo se inventa. Os vampiros andam soltos nas fantasias e ninguém consegue entender o que quer. A política tornou-se campo de apostas e cinismo explícitos. Nada tão radical em tempos que se precisa de lucidez e dignidade. Há prisões e juízes que […]

Read the rest of this entry »