Archive for março de 2018

A dança das opiniões: desconfortos

      A sociedade organiza julgamentos. Existem juízes, mas ele se cuida. Possui suas opiniões, não deixa de assimilar certas mudanças. Nessas fases de instabilidade, aparecem as memórias escondidas ou gente que já foi comunista, cristão, liberal e vai seguindo uma dança esquisita. Santifica-se. O oportunismo é algo presente no jogo dos interesses. Aplaudem […]

Read the rest of this entry »

A história se parte e se cola

        Não há como chegar a uma conclusão. Se vou a Grécia de Aristóteles, observo o uso da escravidão. Quem analisa o século XX encontra uma sequência de violências traumatizantes. Cresce o uso de disfarce, para que a grana circule favorecendo a minoria. Os estudantes protestam em 1968, os Beatles sacodem os […]

Read the rest of this entry »

A morte de Stephen: o poema do universo

    Nem sei se sou mesmo um historiador. Fico perplexo com aqueles que buscam firmar lugares. Acho tudo tão complexo, as perguntas tão profundas. Algumas coisas consigo compreender. Mais com o coração do que a razão. Duvido dos poderes da razão, pois observo que há utilitarismo científico acelerado. O capital dá as ordens. Infiltra-se […]

Read the rest of this entry »

Marielle e os juízes: as moradias de Kafka

      Muitos sustos tomam conta da sociedade. Parece que existe uma guerra constante. com ataques sistematizados. Não é só no Rio. A quantidade de pessoas que morrem é absurda. Observem o que acontece na Síria. E a fome que atingem milhões de refugiados. Os moradores de rua conseguem sobreviver de forma cruel. As […]

Read the rest of this entry »

Quem compra a depressão?

    O circo não é permanente. Ela muda de lugar, esconde-se para poucos, busca novas atrações. A sociedade moderna exige um movimento que acelera qualquer desejo. É difícil calcular o tempo e a necessidade. Entrar no circo pode ser uma fuga, mas como ignorá-lo? O nome dos outros atiça, nem significa uma solidariedade, pois […]

Read the rest of this entry »

Neymar, Brasil, Noruega: misturas e vazios

  A agonia do mundo nunca é absoluta. A grande onda de informações invadem as conversas e causam imensos ruídos. Muitos deixam de lados os sofrimentos e começam a se preocupar com a vida das diversões. Abandona-se a petulância dos juízes e discute-se sobre a saúde de Neymar. Lula ficou na reserva e a política […]

Read the rest of this entry »

A palavra golpe e o poder

  A política continua buscando cenários repressivos. Deveria ser criado o ministério da insegurança. Todos se habilitam a encontrar planos salvadores, mas terminam justificando cargos e tramando injustiças. Raul conversa com Michel que conversa com Segóvia que faz discurso afirmando a força da polícia federal.  Discursos medíocres de pessoas que cumprem trajetórias nada simpáticas. Mudam […]

Read the rest of this entry »

Não despreze as histórias

    A palavra história não cessa de aparecer e de motivar polêmicas. Ela tem um lugar na academia, mas corre solta nas conversas cotidianas. Todos possuem uma história para contar. As mentiras e as verdades se misturam de forma radical. Há quem se choque e outros se divertem. O drama e a comédia atraem, […]

Read the rest of this entry »