Archive for fevereiro de 2019

Kafka: as palavras desenham o vazio

  Reclamo das ambiguidades e dos cinismos que cortam o cotidiano. Não faltam denúncias. As tensões existem em todos os lugares.Mesmo com a folia trazendo delírios continuam os desfazeres. Será que a história nunca anulará a desigualdade? Penso que as utopias assanham nostalgias que nunca se concretizaram. Mas as ilusões entram nos desejos. Kafka pediu […]

Read the rest of this entry »

O trabalho: a exploração desmonta a vida

    O trabalho ajuda a animar a vida. Envolve-se com a cultura. Nada como inventar o cotidiano, desfazer impasses, conversar com as descobertas. Restam dúvidas. O mundo não é o território do absoluto e as ilusões da carnaval trazem alegrias fugazes.Não adianta construir paraísos em lugares que armadilhas são criadas. O trabalho está, hoje, […]

Read the rest of this entry »

Não despreze o fetiche da mercadoria

  Há muita sedução. Não somos distantes dos encantamentos.Eles ganham formas históricas, voam, se projetam no infinito. Seria cruel cultivar apenas aridez. As lamentações nos atacam, mas também partem. A vida se desloca com rapidez quando a sociedade se enche de ilusões. No mundo atual, não faltam novidades e deslumbramentos. Muitas tecnologias, mensagens rápidas, impulsos […]

Read the rest of this entry »

A memória não se aquieta

    Fico pensando nas coisas que aparecem e depois se vão. Há teorias efêmeras, outras fazem sucesso e se fixam como decifradores das histórias. Portanto, a moda acompanha as trajetórias. Nem sempre é a qualidade que dita os rumos. Tudo tem uma complexidade que só aumenta. Muitas culturas se confrontando, muitas tradições sendo ameaçadas […]

Read the rest of this entry »

As opressões: a vida desfeita e o capital soberano?

Há apreensões com as inseguranças cotidianas. A vida é uma aventura, ninguém nega. Na história, há lutas imensas para se evitar danos e reerguer ruínas. Tudo convive com negligências. Cada época possui seus contrapontos. Quem não se lembra das vinganças divinas descritas na Bíblia? Sacudir as bombas atômicas assassinando pessoas e devastando paisagens é crime. […]

Read the rest of this entry »

Quem dialoga com a morte?

    A morte de Bibi deixou uma saudade imensa. Traz aquelas perguntas que abalam o coração, Bibi era uma figura indefinível, bela e sedutora Entrou na história com uma dignidade suprema. Soube ser sonho e arcanjo. Mas a morte nos deixa sempre inquietos.Toca lá dentro, transforma expectativas, nos enche de dúvidas. Ela acompanha a […]

Read the rest of this entry »

Quem se envolve com o avesso do avesso?

  As palavras não viajam soltas como pipas. Elas pesam, desenham, ajudam, falecem. Não esqueça dos dizeres da Bíblia. Deus era o soberano do verbo, Fez o mundo, estabeleceu mandamento, condenou pecadores. Quem já não ouviu os evangelhos, os ensinamentos generosos ou o lado avesso, descontrolado e feiticeira? Alguns donos de religiões querem acenar para […]

Read the rest of this entry »

O político profissional e as celebrações do cinismo

  O ano começou fervendo. Sofrimentos com as tragédias alertam que o desgoverno é grande. Não é recente o abismo. Falta base para que as relações se modifiquem e se pense em alguma coisa parecida com democracia. Não se surpreenda com as jogadas. Elas fazem parte de uma estrutura carcomida, mas que se lança como […]

Read the rest of this entry »

Meninos do Flamengo, meninos e meninas do Brasil

  Uma série de tragédias vem dominando o cenário de 2019. Tudo muito pesado: Brumadinho, tempestade no Rio, intrigas políticas vazias. Há uma mostra cruel da desigualdade que nos acompanha. A gravidade é indiscutível. No entanto, o sensacionalismo ganha espaço, emociona, passa. Tudo é frágil e fugaz. Os lamentos revelam sinceridades, desesperos, falta de cuidado, […]

Read the rest of this entry »

Ler o mundo sem descuido

    Os livros ajudam a decifrar mistérios. No entanto, o importante é se centrar no cotidiano. Observar que o desequilíbrio contínuo se prolonga. Não há como se divertir com tantas tragédias e os descuidos do poder prevalecem. Estamos encurralados, cheios de medo, aflitos com a insegurança generalizada. Existem assaltos violentos, notícias, enganações políticas, milícias […]

Read the rest of this entry »