Archive for julho de 2019

O dicionário ativo do Jair, o mensageiro das tormentas

    Como se localizar diante de tantos ruídos? Compra-se um lugar para que o silêncio adormeça. Seria uma revolução testemunhar uma sociedade que não temesse os gestos de quem a governa. Não vou proclamar o fim das diferenças, nem confesso acreditar num reino pleno de harmonias. Mas há dores  que se misturam com agressividades […]

Read the rest of this entry »

Dos amores e das paixões: o mundo se desenha

  Quem acredita em desenhos fixos? O mundo se refaz, embora não deixe de manter valores e buscar sentimentos do passado. O amanhã nem sempre é outro dia, pois há cotidianos ferozes  que machucam as memórias. O tempo não pode ser definido com escritas marcadas. Há infernos agonizantes e paraísos que nunca chegam. Tudo possui […]

Read the rest of this entry »

As travessias históricas do poder: diversidades

    O poder não é solitário. Veste-se de relações. Possui seus dramas, mas avança pelo cotidiano. Não  há sociedade sem choques, sobretudo de interesses e desejos de vinganças. Criam-se utopias, prometem-se espaços de harmonias, mas as competições continuam deixando suas marcas. Nem toda relação de poder significa a saliência do mal. Na política, há […]

Read the rest of this entry »

A busca de salvações, o medo das ruínas

  A confusão política constrange.  Há apelos totalmente desproporcionais. Muda-se na manipulação dos valores, para se produzir uma atmosfera  de polarizações. Portanto, a insegurança se estende e a violência ganha lugares insperados. Observe o que falam os políticos. Os oportunismos são frequentes. Muito se colocam como salvadores do mundo, se sentem abençoados pelas religiões. Um […]

Read the rest of this entry »

O desmonte assusta e desqualifica

  A luta política não é novidade. Há sempre intrigas, desfazeres de ideias, polêmicas assustadoras. Não se trata de uma agonia contemporânea. Difícil é avaliar o peso das lutas, os ressentimentos permanentes, as possibilidade de fragmentação cruel. A sociedade brasileira convive com um governo que aposta no improvável e troca mensagens como se fossem ordens […]

Read the rest of this entry »

Macondo: Quem escreveu o amor no mundo?

Cem anos de solidão não distrai a existência do amor. Talvez , o torne mais repleto de fantasia. Gabriel García deve ter uma resposta. Macondo era o reino de todos os acasos, tinha uma magia assombrosa. Mesmo com os desfeitos, não havia como não  voar nos afetos. Os mistérios eram muitos, as guerras pareciam acasos. […]

Read the rest of this entry »

A sociedade se diverte com suas banalidades

    Parece que as notícias surgem do acaso. É possível dizer tudo. As comunicações são imediatas. Causam sustos, mas divertem e entram nos assuntos. Não importa o banal, nem o espetacular vazio.Há espaços para  o deboche e peraltices nada comprometidas. O presidente Jair afirma que existe um anão que lê seu pensamento e transmite […]

Read the rest of this entry »

O futebol no meio da grana

  A sociedade cria suas ilusões. Ficar no pesadelo deixa a vida amarga. O futebol tem um espaço privilegiado. nas amenidades contemporâneas. Muito curtem torcer, se apaixonam por determinadas cores e seguem buscando vitórias. Nada de mal em desfrutar das alegrias e correr para o abraço. Acontece que, na sociedade capitalista, a sede por lucro […]

Read the rest of this entry »

A aventura do cinismo:distrações perversas

  Os ruídos dos tempos modernos são frequentes. Já houve provações contínuas e crescem as buscas incessantes da história. O sonho persiste, apesar dos desmantelos. As palavras se espalham, se vestem de cores berrantes. Quem não quer  contar suas aventuras? Há mágoas e frustrações. Nunca deixou de se fabricar o disfarce para cada situação. Já […]

Read the rest of this entry »

A sociedade vive tensões programadas?

      A figura de Moro ganha espaços nas manchetes. Ele escorrega, sabe inventar histórias, mas se encontra numa situação desagradável. A política se cansa de repetir desgovernos e assume medos de rompimentos radicais. Há quem busque se mostrar amigo da neutralidade e se aproveita dos fãs de redes sociais. Todos temos uma concepção […]

Read the rest of this entry »