As invenções da vida

 

http://www.culturamix.com/wp-content/uploads/2013/02/Curiosidades.jpg

 

A vida se inventa  na perda da razão absoluta, na abertura para as acrobacias

do desenho e o balançar noturno das luzes e das sombras.

Cada gramática do tempo transgride ordens antigas e refaz os mitos desobedientes,

retoma a trilha que muda no ritmo das aventuras inesperadas.

Não há história nas apatias que se espreguiçam nas continuidade.

Não há ânimo na linha reta do pensamento hierarquizado.

Cada traço do desenho  solto configura a fantasia que não foge do mundo,

abrindo os círculos e desconfiando das eternidades opressoras.

A vida se inventa na possibilidade das desistências, no abismo do vazio,

quando o desespero parecia ser soberano e se dilui no voo da imaginação.

 

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe uma resposta

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>