Archive for the ‘sem categoria’ Category

Quem não conta a ambiguidade histórica?

As relações sociais se constroem com as idas e vinda do tempo histórico. Não deve haver um contar uniforme e cheio de celebrações imutáveis. As incertezas sempre fazem parte das travessias, as relações se transformam, há resistências e se multiplicam as teorias sobre as possibilidades de se firmar uma convivência social sem assombros. Mas as […]

Read the rest of this entry »

A dor da perda: a memória do nazismo

Li Afogados e Sobreviventes, livro do polêmico e corajoso Primo Levi. Analisa, sente, descreve o poder assassino das ações nazistas. O holocausto foi uma queda para se entusiasmava com a civilização ocidental. Quem duvidava da perversão se machucou. Hitler manipulou com uma esperteza incrível seus adeptos.Eram muitos e não inocentes. Aceitaram crimes dantescos, colaboraram para […]

Read the rest of this entry »

Quando a mercadoria se impõe

O capitalismo cria suas manipulações e procura firmar suas ideias. Existem seus parceiro entusiastas. A sociedade não vive sem concepções antagônicas. No entanto, há descompromisso claro com a coletividade. A desigualdade ocupa um espaço imenso. Há França, Brasil,Noruega, Chile, Espanha. O mundo é múltiplo e o ferimentos não são os mesmos. O capitalismo tem muitas […]

Read the rest of this entry »

As inquietudes da história

O tempo passa sempre arrastando sonhos, perdas, desprezos, ironias, lembranças… O futuro não possui uma medida exata, parece ter parceria com o acaso ou mesmo anunciar que o juízo final talvez esteja próximo. Sente-se uma diversidade de atmosferas que metem medo em alguns e traz suspiros de liberdade para outros. É um engano querer enquadrar […]

Read the rest of this entry »

Os descontos da verdade

A desconfiança se amplia de forma assustadora. Não se pode dar conta das ambiguidades crescentes na divulgação das notícias. As instituições fraquejam, a situação se enche de escândalos diários que não conseguem ser esclarecidos.É claro que há estratégias. Moro possui habilidades, os filhos de Jair não se cansam de provocar, a corda fica bamba. A […]

Read the rest of this entry »

O tempo pede a coragem

Há muitos esconderijos. A transparência é um mito mal arrumado para impressionar os ingênuos. Busque ouvir o ritmo do tempo, observe os silêncios e provoque dissonâncias. Saímos e entramos em labirintos, mas a profecia final nunca é anunciada.Há sempre a incerteza. A coragem não está em todos lugares. Os covardes se aproveitam dos esconderijos e […]

Read the rest of this entry »

O estranho Jair Bolsonaro?

As dificuldades de se avaliarem os passageiros do poder são visíveis. A história tem surpresas. Quem pode esquecer a violência de Hitler, as histerias de Mussolini, as perseguições no governo de Stálin, o imperialismo norte-americano? Sobram exemplos. Não adianta sacudir tudo na lata do lixo. A memória deve continuar acesa e os exemplos servem para […]

Read the rest of this entry »

Há tempestades e ruídos tensos

As ruas não querem sossego. O capitalismo vive aprontando armadilhas e não liga para solidariedade.Estimula competições e fortalece as violências simbólicas.Destrói sinais de vida, pouco se toca com a miséria e explora com riso nos lábios. O Chile ferveu e intimidou as forças conservadoras. Tudo teve uma bela sincronia e emociona quem nega as travessias […]

Read the rest of this entry »

O descuido sem limites

Não se trata de apenas escolher práticas e defender ideias. Os governos deveriam ficar atentos aos direitos fundamentais, não se descuidar do meio ambientes, lutar contra violências e responder sem cinismo às demandas da sociedade. As ações de Jair parecem cômicas e fora de qualquer previsão. Não passam confiança e criam uma atmosfera trágica com […]

Read the rest of this entry »

As dúvidas da rebeldia

As ruas fervem com protestos.Há inquietações violentas, desesperos dos excluídos, ganância e opressão dos privilegiados. Sente-se a insatisfação globalizada. Poucos se livram da desigualdade e outros buscam sobreviver. Sobra, porém, desconfiança. Se há rebeldias, lutas nas ruas, presença de repressão, sempre se pergunta quais os interesses estão ganhando espaço.É inegável a exploração inibindo e agredindo […]

Read the rest of this entry »