Archive for the ‘sem categoria’ Category

A pós-verdade da superfície e da velocidade

  Os valores tradicionais se despedaçam e causam surpresas. O mundo é complexo. Tecnologias trazem pressa, querem respostas imediatas e exigem praticidades. Fala-se em correr atrás do prejuízo. Não há muita clareza. Cantam as vozes do pragmatismo. Querem vitrine. Olhem Moro. Observe como Jair se comunica. Não se desenha compromissos definidos. Joga-se no ar qualquer […]

Read the rest of this entry »

Conhece as aventuras do facebook?

  Conhecer os lugares do facebook é uma boa aventura. Não se surpreenda com as armadilhas. Há uma quantidade de pessoas tentando resolver seus problemas com papos amargurados. Os ressentimentos explodem e desenham dizeres nada simpáticos. No entanto, os homens gostam de tergiversar e sacudir fora seus lixos.Há solitários que não se resolvem e buscam […]

Read the rest of this entry »

As dificuldades e os enganos do criador

  Inventar a história é uma tarefa sem fim. Nem Sísifo, gostaria de enfrentar tanta dificuldade. Não sei quem criou espetáculos incríveis, naturezas fantásticas, seres narcisistas, violências frequentes, erotismos múltiplos, cretinices sofisticadas. O dicionário é imenso. O mundo é vasto, o criador cansou e desapareceu. Aparecem outros, com sentimentos renovados e promessas estéticas maravilhosas. Já […]

Read the rest of this entry »

A dança da política destrói confianças

    Jair busca construir um ministério dentro das promessas da sua campanha. Seus eleitores deliram com a aceitação de Moro, o herói festejado. É uma grande armadilha. Não me surpreendi. A vaidade é sedutora, segue articulando desejos e enganando ingenuidades. Muitos consideram Jair um messias. Já ouvi pessoas dizerem que é um enviado. Coloque […]

Read the rest of this entry »

Você tem medo de quê?

    A temporada das tempestades não terminou. A política não morre com as eleições. As intrigas estão armadas, as vaidades desfilam e o poder seduz. Jair buscar criar forças, agradar aos seus seguidores. Parece que está decepcionando alguns. Faz parte da ambiguidade. Nada será como antes. Já houve contactos com Moro e a gritaria […]

Read the rest of this entry »

As escritas da política e as escritas do mundo

  O domínio sobre o que está escrito é polêmico. A história namora com o acaso. Criam-se expectativas que morrem antes de qualquer suspiro. A política é campo de incertezas. Aparecem figuras obscuras que seduzem. Outras acertam pacto democráticos, mas não conseguem superar. Portanto, o voto é turbulento. As viradas surgem, porém não estamos livres […]

Read the rest of this entry »

Os caminhos longos da história

    Tudo passa, fica a memória. As agitações se suspendem, os robôs silenciam, as ressacas acontecem. Muitos se enganam no calor da luta. O humano é cheio de acrobacias. Perde-se, depois procura o  sonho, cai no abismo, dorme inquieto. Não tem como calar de vez a história. Ninguém conhece seu ponto final. Prometeu se […]

Read the rest of this entry »

Você se veste de ódio e aceita a tortura?

      Tudo está vestido de grande instabilidade. Há pessoas que se perderam e destilam perversidades, como se fossem pérolas políticas. É incrível . A complicação se avoluma. “Cristãos” defendem a violência gratuita e o crime hediondo da tortura. Não sei se há uma embriaguez maldita. Sinto-me triste, quando a sensibilidade se esfarrapa e […]

Read the rest of this entry »

No meio da política, eu curto o afeto e o contraponto

  Sou canceriano.Dizem que os cancerianos são afetivos, gostam de acolher. São também inquietos, não ousam ouvir desaforos sem sentir mágoas. Há muitas coincidências. Não deixo de fazer meu mapa astral. Não sou religioso, porém viajo em transcendências. Os astros me seduzem e os acasos me dão energia. Cada um anda por suas travessias. Não […]

Read the rest of this entry »

Você conhece as andanças do Jair?

      A eleição presidencial ganhou um campo de atitudes inusitadas. A agressividade está nas ruas. As cores são punidas com reações amedrontadoras. Jair estimulou um discurso nada saudável. Soltou o verbo com se estivesse livre de qualquer punição. Tem apoio e se alarga nas suas ameaças. Sofreu uma facada que estimulou polêmicas. Está […]

Read the rest of this entry »