Archive for the ‘sem categoria’ Category

No meio da política, eu curto o afeto e o contraponto

  Sou canceriano.Dizem que os cancerianos são afetivos, gostam de acolher. São também inquietos, não ousam ouvir desaforos sem sentir mágoas. Há muitas coincidências. Não deixo de fazer meu mapa astral. Não sou religioso, porém viajo em transcendências. Os astros me seduzem e os acasos me dão energia. Cada um anda por suas travessias. Não […]

Read the rest of this entry »

Você conhece as andanças do Jair?

      A eleição presidencial ganhou um campo de atitudes inusitadas. A agressividade está nas ruas. As cores são punidas com reações amedrontadoras. Jair estimulou um discurso nada saudável. Soltou o verbo com se estivesse livre de qualquer punição. Tem apoio e se alarga nas suas ameaças. Sofreu uma facada que estimulou polêmicas. Está […]

Read the rest of this entry »

O capitalismo : o reino dos disfarces articulados

  A política não anda sem a parceria do capital. Falo do tempo que vivemos. A China se tornou um modelo globalizado. Toda a amargura do mundo mora na Venezuela. É o que diz muita gente. Será que sabem a localização da  turma do Maduro? Sei que a situação está terrível para os países que […]

Read the rest of this entry »

Somos aprendizes da história e do mistério

  Quem se esquece das travessias mal sucedidas, não estão preparados para as surpresas. O mito do paraíso é agradável. Deixa um espaço para o  sonho. No entanto, a história não é homogênea. Fico traumatizado quando me lembro das guerras, dos refugiados. dos assassinatos políticos, a riqueza concentrada. Embora haja leis, os limites são derrubados. […]

Read the rest of this entry »

Ressentimentos: afetos e políticas

  Nunca vi o país ferver tanto. Parece que há uma emboscada em cada esquina ou uma praça cheia de gente gritando. Tudo muito complexo, sinal para os intelectuais criarem suas plateias, despertarem suspiros e admirações. A sociedade do espetáculo também acontece nas redes sociais. Elas são fortes, respiram narcisismos e fabricam homens acima de […]

Read the rest of this entry »

Exageros e compromissos/ disfarces e euforias

      Não vamos achar que PT é sagrado, quebrou a política tradicional. O sagrado é perigoso, engana e cria ilusões. Houve escorregões visíveis nos governos petistas. Negar isso é querer ir para o paraíso. Portanto, estamos diante de fatos que provocam reações negativas. No entanto, usar a culpa com argumento é vazio. Negar-se […]

Read the rest of this entry »

O mistério do voto: escolhas e agitações

  A história é tempestade. Não há como compreendê-la na sua totalidade. Soltamos impressões, fabricamos comportamentos, porém a exatidão foge. Quando se entra no sentimento, os embates são maiores. Jair teve uma votação surpreendente. Era um desconhecido. Caminhou com agressividades. Alguns achavam que estava delirando. Foi conseguindo simpatias e admirado por outros que pareciam transtornados. […]

Read the rest of this entry »

O fim da incerteza nunca se anuncia na política

  A luta está feroz. Um momento de grande singularidade com a volta de um conservadorismo avassalador. O mundo globalizado se encontra em guarda contra as novidades políticas. Querem permanências e atiçam comportamentos agressivos. Difícil definir o que passa. Muitas incertezas e medos. Depois de tanta ousadia, a ameaça da censura se veste e a […]

Read the rest of this entry »

A memória veste a história e a escolha política

  A política fica presente no cotidiano. Há decisões. Apela-se para lucidez, evita-se o engano. Mas não sou infalível, nem existe o absoluto. Tenho concepções de mundo, decepções, entusiasmos, desistências. Não é fácil governar a subjetividade. Muitas informações atravessam as conversas e as mentiras se misturam com as possíveis verdades. A sociedade gosta de espetáculos, […]

Read the rest of this entry »

A política dialoga com o medo e a incerteza

    Será chato repetir que não há sociedade sem incerteza. Mas não custa lembrar que não somos deuses. Gostamos de inventá-los, curtimos fantasias, sonhamos. Não sei explicar porque há tantas lacunas na história. Há quem procure fugir dos abismos e das curvas. Enganos trazem tropeços. Será que existe alguma sociedade definida por linhas retas? […]

Read the rest of this entry »