Fascismo: respirações brutais

Lá estão grupos com camisas amarelas e delírios de quem não sabe nada de política. Na frente, um cavaleiro mostrando coragem fabricada.A turma do Jair quer ditadura.Não tem dimensão do que é o fascismo. Passa por fora da da história, vive numa animação vazia, inventando fanatismos. Há uma onda forte de reações, de brutalidade no planeta. Não a despreze.A turma do Jair possui um lugar e aproveita a pandemia.Não se liga no genocídio.

Virou moda se recordar de figuras obscuras.Hitler, Mussolini, Franco cultivaram uma ordem repressiva que não saiu da cabeça de muita gente.Existe uma democracia com igualdade absoluta? Sobrevivem discursos liberais confusos que circulam e atraem.Mas quem resolveu a questão da desigualdade? Afirmam iluminismos num mundo cercado de mercadorias e brigas dos monopólios. As vitrines são feitiços, enganam.

Nem todos entram nas mentiras geradas para assustar e ajudar a turma do Jair. Há comportamentos agressivos que são doentios e sacodem ressentimentos. Quem sabe se Jair não teve o vírus? Por que desfila com facilidade para ser poderoso diante das gripezinhas?O jogo é grande e o cinismo atua com perversidade. Parece uma religião que chama santos comerciais e quer reavivar o capitalismo. Templos medíocres e ardilosos.

Cuidado com os preconceitos, não acreditem em milagres de pastores ricos, nem imaginem militares salvando os empobrecidos.Trump olhas as manifestações com muita desconfiança.Não esqueça os danos da COVID nos Estados Unidos. Não entre nas facilidades das manchetes. As violência são múltiplas e os disfarces se modificam.Tudo é vandalismo? A exploração salarial é um vandalismo? E as votações para decidir vantagens para os privilegiados? Cada palavra tem um peso e uma medida. Não desista.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe uma resposta

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>