Frida Kahlo: amor e paixão

 

                                           Não desconfie do último suspiro,

                                            nem do beijo que  tem perfume.

                                            O amor não inverte a paixão, mas pede

                                            sossego, serena  o  calor do coração. 

                                            Na cartografia do teu corpo moram

                                             os desenhos dos sentimentos sem nome.

                                             Deixe a razão navegar nas turbulências

                                              inesperadas.

                                              Ilumine o cais e estique a preguiça do afeto.

                                               A vida narra o desfeito e desafia a agonia.

   

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

9 Comments »

 
  • Amanda Suellen Oliveira disse:

    Paixão: pertubação de ânimo
    Amor: tranquilo,sereno
    Há quem diga que tudo isso é completamente irracional.Será?
    Mas,enfim,por definir demais,talvez deixemos de viver,sentir,…Há diferentes formas de amor e diferentes formas de amar.E paixão?
    É o tipo de assunto que nos torna eternos aprendizes!
    Indico um livro para os leitores do blog:
    Pequeno Tratado das Grandes Virtudes
    O livro nos mostra como simplificações são medíocres. Os sentimentos e ações que carregamos em nossas vidas, merecem uma atenção maior.

  • Amanda

    O campo do sentimento é instável e complexo, mas é bom ficar atento as andanças que ele faz. Sem afeto, a vida fica sem graça.
    abs
    antonio

  • Monique disse:

    O texto é bem o perfil da exuberante vida de Frida. Uma mulher que é sinônimo de turbilhão e intensidade.

    abs!

  • Monique

    A intensidade da emoção de Frida é mesmo inusitada. Merece destaque, sempre.
    abs
    antonio

  • Emanoel Cunha disse:

    Frida com sua personalidade de mulher forte, encanta por suas peripécias de viver e pintar suas obras com uma expressividade muito bela e marcante, ás vezes conturbada, pois seus caminhos foram bastante sinuosos.

    O Amor por desígnio trilhou seus traços e portanto , foi o motriz de sua meta-aprendizagem de criar sua inspiração de contornar a rede perene das paixões sucumbidas do mundo.

    Um bravo para essa personagem de grande caráter que serviu e serve de inspiração a história.

    Abs

  • Emanoel

    A figura de Frida é emblemática.Deve ser lembrada.
    abs
    antonio

  • RAQUEL VASCONCELOS disse:

    A DOR DO QUADRO
    A DOR DA VIDA

  • Raquel

    Gostei da síntese. A arte de Frida é a vida que enfrentou.
    abs
    antonio

  • La mona aunque se vista de seda, mona se queda

    Feel free to surf to my website :: revisar de ZCode sistema
    (https://pgxp.fr)

 

Deixe uma resposta

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>