O fogo da palavra

a palavra cerca a vida e o corpo

nega que tudo tenha apenas um significado.

poderia multiplicar as cores e os traços

mas nada termina a vastidão da palavra.

quem inventou o mundo sabe

que a eternidade é uma abstração divina

e a palavra seu encanto indefinido.

o fogo do mundo se encerra no último adeus

que fechou a porta do paraíso.

Share

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe uma resposta

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>