O jogo não termina

http://static.jogatina.com/imagens-2012/jogos/paciencia/jogo-sequencia-rapida.jpg

Guarde o tempo em algum lugar pouco conhecido.

Ele foge, inquieta-se, mas repousa em memórias antigas.

Não adianta esquecer o corpo, anular os calendários,

quando tudo flui evitando o cansaço do olhar fixo.

Há quem testemunhe brincadeiras distraindo as agonias

e adiando qualquer imagem doentia de culpa e pecado.

Cada história traz o sinal da eternidade confusa, mas sedutora,

dilui a tensão que teima em refazer os conflitos sem defini-los.

A possibilidade se esvazia quando a mesmice se torna soberana

e acreditamos que o fim do mundo  tem data marcada.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe uma resposta

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>