O mercado e a vida

         

             A mercadoria se mostra na vitrine deslumbrante,

             dos pecados anônimos e passageiros.

              É soberana e não admite lembrança perdida.

              Traça a estrada da sedução, a saída astuciosa da dor.

               A vida se reparte em compras e trocas, em enganos infantis.

               O tempo é esquecido na primeira esquina, no canto da parede.

               O espelho é síntese do agora e do desvio da ilusão.

                Há um descanso que desfaz o ruído e o desenho da fuga.

                Mas minhas mãos se divertem as estrelas do universo

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

4 Comments »

 
  • Amanda Suellen Oliveira disse:

    Todo esse descaso contribui no enfraquecimento das relações humanas de cunho moral/ético/afetivo. Hoje,talvez,o mais importante tem sido as relações comerciais.O individualismo prevalecendo,a hipocrisia a cada dia bem mais nutrida etc.Enfim,as identidades singulares se perdendo e nós -muitas vezes sem percebermos- nos transformando em “produtos iguais”,todos com as mesmas “etiquetas,fortalecendo as mesmas “marcas”.

  • Amanda

    O pior da sociedade consumo é que ele rompe com limites básicos, fazendo as coisas dominarem as pessoas.
    abs
    antonio

  • DIÓGENES disse:

    Aproveitando o espaço do blog, quero lhe desejar muitas felicidades, um próspero ano novo, que 2012 seja repleto de ralizações para o senhor e toda sua família são meus sinceros votos. Esse ano o senhor contribui de forma imensa para o ampliar de horizontes atraves das aulas, elas foram verdadeira lições para a vida, só tenho a agradecer.

    Abraços e um feliz 2012 !! \O/

  • Diógenes

    Muita paz e bons encontros.
    abs
    antonio

 

Deixe uma resposta

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>