Posts Tagged ‘1968’

Guy Debord: o espetáculo continua?

O livro de Guy Debord ganhou fama: A Sociedade do Espetáculo. Livro crítico que mostra os vazios e contradições que nos assustam. Dialoga com Marx, Freud e não deixa o capitalismo em paz. Denuncia que é preciso transformar, sair da exploração, pintar com outras cores à cultura.Não custa lembrar que Marx é um pensador do […]

Read the rest of this entry »

Os ídolos e o passado envolvem o tempo e as paixões

Os  ruídos compõem a sinfonia da história. A dissonância não é inimiga da cultura, como também os silêncios e as carícias das brisas. Pensar na harmonia não é uma loucura. Ela é, porém, presença rara na sociedade contemporânea. Na pressa da convivência, as soluções clamam por urgência, nem sempre, por bom senso. Temos que criar […]

Read the rest of this entry »