Posts Tagged ‘agressividade’

Eduardo Cunha: o malabarismo sem fim?

A situação continua confusa.Corrupções internacionais são denunciadas. Até a figura de Messi está escalada. Sacudir as negociações é esquentar o ritmo. O charme da sociedade capitalista, para alguns, é ganhar dinheiro e esnobar poder. Se todo mundo for, realmente, punido, teremos que usar as Arenas para segurar os culpados. Lembra filmes da Máfia. Nada surpreendente, […]

Read the rest of this entry »

O Brasil e o mundo: turbilhão na política

A vida é construída, nunca de forma linear. Há diferenças, cansaços, desenganos. A coletividade se choca com concepções de mundo, diverge, abandona-se. Uns exigem transformações urgentes, outros criticam as renovações. Não há como anular as inquietudes. Elas tomam dimensões e se estendem, sobretudo com a tecnologia e a mídia ditando ordens. Olhar o passado faz […]

Read the rest of this entry »

Bolsonaro e a massificação da agressividade

As eleições trazem sempre inquietações. É o momento de definir escolhas que são cultivadas. Não é algo repentino. Há toda uma pedagogia política que se estende pela vida. Escutamos conselhos, éticas, princípios, porém temos que ir adiante e construir autonomia. Reproduzir é negar a crítica. Sem reflexão, anulamos responsabilidades e as fronteiras das ambiguidades nunca […]

Read the rest of this entry »

Poder, Simulação, Controle, Violência

  Conta-se que tudo surgiu com o pecado original. Houve um descuido de Adão e Eva punido pela força da divindade. Fala-se em perdão, mas parece que o perdão tem espaço restrito . Basta observar a história para registrar que o conflito está presente em todas as épocas. Não são, apenas, as grandes guerras ou […]

Read the rest of this entry »

A violência não cessa de deixar suas marcas

É impressionante como a violência não se distancia da sociedade humana. Tantos séculos de cultura, tantas reflexões, tantas trocas de saberes e o mundo continua fervendo de agressões e de falta de solidariedade. As formas de violência se renovam com uma crueldade inusitada. As invenções sofisticados não conseguem amenizar a aceleração das vaidades, nem as […]

Read the rest of this entry »