Posts Tagged ‘aventura’

Freud: memórias,lembranças,esquecimentos

Lembro-me de tanta coisa que seria impossível nomeá-las. Tenho recordações preciosas que alimentam minha vontade de viver. Há época em que o riso é solto, tudo corre para o mar, sem constrangimentos. Mas não esqueçamos dos infortúnios. Nos momentos mais eufóricos aparecem, às vezes, descontroles. Não dá construir a vida sem contradições. O erro não […]






Share Read the rest of this entry »

A invenção do corpo

Não toque no corpo com se fosse um estranho, mas como um marinheiro que não tem medo de mares. Sinta que a química do coração não é simples, joga travessuras e refaz surpresas antigas. Não pense que a aventura não tem instantes amargos, e deixe os desprazeres no berço da nostalgia. Habite a moradia que […]






Share Read the rest of this entry »

Quem se esconde no tempo e na história?

  Debater sobre o tempo é sempre acirrar polêmicas. O historiador não pode recusar que existem tradições, envelhecimentos, aventuras, desprezos… Os sentimentos passam, as arquiteturas mudam, as escritas significam palavras. As mudanças são visíveis. Estamos acostumados com os calendários, não dispensamos os relógios, os números dos segundo nos cercam. Quantos séculos de histórias vividas, quantos […]






Share Read the rest of this entry »

As aventuras e as histórias: Freud e suas razões

Podemos olhar para o passado com objetivos de acumular. Somamos nossas conquistas, apreciamos as reviravoltas dos momentos angustiantes e seguimos como ganhadores. São momentos de otimismo expansionista, para sofisticar um pouco o raciocínio. Estamos, sempre, construindo contabilidades. Não dá para mergulhar no presente, sem um diálogo com o passado. Ele é múltiplo. Se há sensações […]






Share Read the rest of this entry »

O jogo é o trapézio da vida

  Perder  é chato e pode deprimir. Ganhar, sempre, provoca arrogância e estimula vaidade. Empatar é não conseguir atravessar as encruzilhadas, dançar nas inércias. O jogo é humano, invenção cultural com inúmeras histórias. É síntese de desejos e aventuras. Resume tempos. Distrai e controla. É um capitulo da pedagogia e dialoga com a multiplicidade.  Há […]






Share Read the rest of this entry »

As aventuras e os desconcertos permanentes

Muita gente próxima, ouvindo notícias diferentes e sendo assanhada por propagandas insinuantes, faz a convivência flutuar com surpresas e acontecimentos bizarros. Mortes, violências, malabarismos, com as mais diversas formas, mostram como é difícil controlar os desejos. Quando a medida se desfia, tudo se torna possível. A corda esticada da tensão puxa os sentimentos. Os desatinos aparecem e […]






Share Read the rest of this entry »