Posts Tagged ‘celebrações’

As celebrações da vida: o aqui e o agora

  Ninguém nega que o tempo passa. O mais difícil é saber a sua velocidade ou se ele pode ter alguma definição. Jogamos com o passado e o futuro, visualizamos distâncias, mas as incertezas não se apagam. A multiplicidade das interpretações nos deixam atordoados. Não há transparências, mas existe a contínua a rapidez de misturas. […]

Read the rest of this entry »

O fim de ano e os afetos vadios

A sociedade vive suas festas e suas tradições com proximidades profundas com o consumo. É nebuloso observar as celebrações e seus conteúdos afetivos. Muitas comemorações enchem os bares e as casas de festas. O delírio  toma conta do cotidiano. Tudo medido pelas ofertas que se mostram nas vitrines. Parece que esqueceram que navegar é preciso. […]

Read the rest of this entry »

Os rituais do tempo no meio do mundo do consumo

A sociedade não vive sem seus rituais. Não podemos ficar num cotidiano sem surpresas e celebrações. Há o que festejar e ultrapassar os limites da mesmice. Cada cultura vive suas singularidades. As diferenças não se acabaram, mesmo sendo mínimas. Estamos num capitalismo com suas artimanhas que se espalham pelo mundo. Final de ano representa um […]

Read the rest of this entry »

As celebrações instituem vitrines e comportamentos

‎ Quem pode passar sem uma vitrine? Os mais resistentes se desviam e procuram negar a fantasia do consumo. A grande maioria não sossega, festeja a chegada das novidades e se deleita com os presentes. Ninguém é de ferro. O coração bate e prega sustos. Existem alegrias que buscam apagar os desacertos emocionais. Cada um […]

Read the rest of this entry »

Quanta custa curtir um bom chocolate?

Há, sempre, motivos para celebrações. Os significados mudaram, não se precisa de silêncios, quando se trata de tradições religiosas ou datas, antes, de peso para os costumes cristãos. Quase não brincava, na infância, na chegada da sexta-feira da paixão. A imagem de Cristo morrendo nos enchia de culpa e as cerimônias tinham cores escuras e […]

Read the rest of this entry »

Celebrações datadas, afetos restritos

  Amanhã é o dia dos pais, segundo anunciam as propagandas e as lojas comerciais. Aliás, existem vários calendários. Eles organizam o cotidiano. Possuem funções burocráticas, mas também inventam afazeres e celebrações. Nas grandes revoluções, os calendários passavam por mudanças. Havia a inauguração de uma nova vida, o desejo de destruir tradições, apostar em transgressões. Nem sempre, […]

Read the rest of this entry »