Posts Tagged ‘cinema’

O silêncio dos deuses, a apatia dos homens, a salvação ilusória




Quem assistiu ao último filme de Martin Scorsese sentiu que o silêncio pode frustrar e a verdade não é propriedade de uma única cultura. As colonizações foram e são cruéis. Em nome de Deus se procurou firmar crenças e se encontrar paraísos. A multiplicidade do sentimento culpa derruba sonhos. Ela acompanha a história mesmo que […]




Share Read the rest of this entry »

James Bond: as sombras do mundo apressado




Costumo assistir aos filmes das aventuras do James Bond. Divirto-me. As fantasias  multiplicam-se. Hoje, com os recursos técnicos atuantes os desafios são imensos para sentir até onde querem ir seus autores. Nada de exagerar nas interpretações sofisticadas. A cultura não é feita sem inquietude. Um filme não pode estar perdido nas demandas do mercado. Gira […]




Share Read the rest of this entry »

O cinema: o herói, as incompletudes, as fantasias




Não se fixar na cultura atual ajuda a compreender as idas e vindas da história. Ficar preso no presente é uma cegueira que nada aprofunda. Perdemos de vista até mesmo as luzes interiores. O brilho ofusca a reflexão. Por isso, as navegações devem conviver com calmarias e turbulências. Assim, é na vida individual, como também […]




Share Read the rest of this entry »

A cidade e a poesia( A febre do rato)




O mergulho na água é o encontro da poesia, a desnudez das incertezas. As imagens contam do tempo e não testemunham a exatidão dos conservadores. O poeta canta a vida como seu coração manda, não sem dor, nem ilusão. A utopia mora na cidade, no desgoverno do sonho, na transcendência coletiva. Cada gesto tem muitas […]




Share Read the rest of this entry »

Etorre Scola: cinema, história, sensibilidade




  Ettore Scola é um diretor de filmes  instigantes. Italiano, segue a tradição de grande mestres, mas com uma autonomia construída com criatividade. Possui um compromisso com o social, mas sem deixar de lado as histórias pessoais, as intimidades, os sentimentos. Não foge do mundo da imaginação em nome de um realismo estreito. Sabe que a […]




Share Read the rest of this entry »

As imagens do mundo, o espetáculo, o cinema




         Muitos decretaram o fim do cinema. Tudo ficaria no reino dos vídeos e salas seriam transformadas em Igreja ou casas de comércio. Houve mudanças. Os shoppings concentram  diversões e o cinema se enquadrou nesta onda. Sinto falta dos tempos de adolescente, onde a convivência com os filmes tinha outra arquitetura. No entanto, a […]




Share Read the rest of this entry »

A Dama de Ferro: outros olhares e imagens




O sucesso do filme A Dama de Ferro é indiscutível. O desempenho de Meryl Streep é cativante. Não é novidade. Ela é uma atriz privilegiada. Emociona e nos chama atenção. Não desperdiça talento. Nunca me esqueço d’ A Escolha de Sofia. Ela foi extraordinária, consagrou-se. Quem não conhece este filme está perdendo muito da sensibilidade […]




Share Read the rest of this entry »

Os Descendentes: amores amargos e confusos




O tempo não tem certificado de garantia. Há perdas que são percebidas na longa duração. Por isso, é fundamental observar o significado de cada sentimento, não esperar que ele se perpetue. Não há gratuidade, pedaços do céu caindo na varanda iluminada. A construção da vida se faz com cores variadas que, nem sempre, admitem formas ortodoxas e exigem […]




Share Read the rest of this entry »

O cinema e a vida: a diversão, a aventura, a cultura




Divertir-se é um mandamento da sociedade contemporânea. Tem custo variável. Há programações organizadas por instituições públicas, gratuitas, dos mais insuspeitos gêneros. A famosa política do pão e circo é antiga e possui eficiência. Atrai multidões, fascinadas por Ivete Sangalo, Alceu Valença, Caetano Veloso… Há sentimento para tudo. O espaço ocupado é grande, transformou-se em mercado destacado, […]




Share Read the rest of this entry »

Os múltiplos significados de Melancolia




Richard Wagner podia ter composto a trilha sonora da criação do mundo. Seria fabulosa a dimensão dramática que daria a um espetáculo tão misterioso. Sua música densa toca no fundo do coração, provoca o ir e vir da transcendência. A beleza alimenta os sonhos que desenham figuras passageiras, mas sedutoras. É o encanto, com toda […]




Share Read the rest of this entry »