Posts Tagged ‘cinismos’

O corpo do universo

O corpo cai como uma estrela perdida na dor do universo. As mortes anunciadas decretam o fim de  alguma coisa solta nas emboscadas dos cinismos medonhos e traiçoeiros. Há um desprezo pela história vivida, pela tradição arruinada, o mundo se reparte em incertezas cotidianas e mesquinhas. Trago-me como uma pergunta sem resposta definida, sem acreditar […]






Share Read the rest of this entry »

A cultura da exclusão e da violência: solidões

Quem acreditou que a história caminharia para bons encontros e celebrações coletivas, ficou sem embarcar no último navio. Pensou que a esperança salvaria tudo e a sociedade iria consagrar antigas utopias. Não se lembrou das teorias de Marx denunciando as contradições, nem das críticas de Nietzsche aos valores ocidentais. Esqueceu que os frankfurtianos conseguiram assinalar […]






Share Read the rest of this entry »

As armadilhas políticas não são eternas

  Comenta-se, em todas esquinas, sobre o cenário dantesco da Câmera no dominga passado. É um assunto que se multiplica. Não me causa surpresa o comportamento dos mais exaltados em honrar a família. Uma política que se joga na negociação não pode renunciar ao cinismo. Contar com o apoio de figuras contrárias às reflexões, sem […]






Share Read the rest of this entry »

Brasil: notícias cotidianas e pessimismos

Leio, nos jornais, que os políticos debatem as reformas do governo com minúcias e ressentimentos. Não faltam queixas de verbas mínimas, das ineficiências dos ministros, da dureza de Dilma, da desmontagem do Estado. O PT se encontra numa situação  limite. A carga de denúncias é grande. As divulgações flutuam de acordo com os interesses. É […]






Share Read the rest of this entry »

Medos, tensões, culpas, mercadorias

  O assunto é antigo, mas não deixa de se ampliar. Nem parece que existiram vários movimentos contra as desigualdades, nem tampouco que o afeto se constitui como fundamento da sociabilidade. Hesito, muitas vezes, a escrever, de novo, sobre a violência. O cerco é grande e as tendências a banalização não se vão. A violência […]






Share Read the rest of this entry »

As cogitações políticas soltas no mercado

  Quem entra no labirinto tem uma viagem garantida. É uma representação geométrica, sempre lembrada, inspiradora de mitos e de lendas sedutoras. Não se trata apenas de uma representação vadia que estimula imaginações. Na vida, há objetividades que nos chocam e consolidam comportamentos, mas há também a possibilidade de inventar lugares e voar. Nem tudo […]






Share Read the rest of this entry »

A violência acende as disputas e os desmantelos

A história está sempre nos lembrando de desafios. Ninguém consegue ficar alheio aos contrapontos que se formam no cotidiano. As desigualdades não são apenas econômicas. Elas fundamentam conflitos e trazem frustrações. Não vamos negar a miséria que se espalhar por tantas regiões.Incomoda, alimenta monopólios e ambições. São contrastes contínuos. Inventam muita política para amenizar fomes […]






Share Read the rest of this entry »

(Des)caminhos e vozes que não se calam

As respostas parecem não existir. As perguntas são muitas. Correm o mundo, atiçam movimentos inesperados. Não há só  guerras soltas assustando populações. As tiranias continuam mandando as ordens. Veja o caso recente da posse do governo chinês. Os privilegiados fecham os olhos. Ambicionam fazer negócios, desviam suas atenções e nem ousam discutir por onde caminha […]






Share Read the rest of this entry »

A violência tumultua a convivência e a confiança

 Há  imagens que atiçam constrangimentos. A situação da Síria vem sendo comentada na imprensa internacional. Não cessam as acusações de violência desmedida, mas  ditador Al-Assad permanece solto na sua conveniência. China e Rússia não se mostram favoráveis às sanções anunciada pela ONU. Ninguém compreende até onde os interesses econômicos tumultuam as negociações. A política não tem casamento definido com […]






Share Read the rest of this entry »