Posts Tagged ‘conflitos’

A política ensina o utilitarismo?

Ninguém vive numa caixa sem comunicação. Há muitas trocas e seduções. A corrida pelo poder é cheia de manipulações. Quem pensou que a política seria o espelho da ética se enganou. Numa sociedade capitalista, o negócio ganha espaços constantes. Os valores se misturam e o imediato se apresenta com soluções gratificantes. Nas eleições, buscam-se votos. […]

Read the rest of this entry »

Os sustos da vida e do mundo

Especular uma história que tenha origens e sentidos determinados é alvo de muitas polêmicas. Fica difícil seguir linhas e conjugar sentimentos tão diversos. Situamos lugares privilegiados para sentir o peso da cada vida ou de cada tempo. Não dá para deixar de tocar nos outros ou desconhecer as complexidades. Muita gente se afasta das contradições, […]

Read the rest of this entry »

Violências e disfarces históricos

A aceleração do ritmo da história quebra tradições, mas deixam vazios. Não se vive o presente sem se criar expectativas sobre o futuro. Ficar preso ao momento é consagrar a depressão e anular o ânimo. Mesmo que as notícias inundem o cotidiano e assustem com novidades opressoras, não há como não buscar alternativas, reivindicar, denunciar. […]

Read the rest of this entry »

A aldeia global da desconfiança

  A velocidade nos sacode cotidianamente. Quase não há tempo para refletir ou curtir sentimentos. Somos intimados a correr em buscar de sucessos ou de prestígios. Sobra pouco para observamos as ações dos outros. Há fechamento nas ondas do individualismo e dificuldade de abraçar valores. No século XIX, Nietzsche fez críticas ao mundo ocidental. Muitos […]

Read the rest of this entry »

E o futuro se perde nas incertezas do presente?

Passou a grande festa, com a agitação de sempre. Muita gente se guarda o ano inteiro para viver o carnaval. Parece que o mundo vai acabar com folias e improvisações. Os momentos de euforia marcam com ânimos, mas também sacode dúvidas. Tanta coisa para mudar e, ainda, sobra fôlego para celebrações! Não é novidade. A […]

Read the rest of this entry »

História, política e travessias recentes e agitadas

Houve grande animação quando surgiram as primeiras passeatas. Muitos  não sabiam como definir tanto movimento depois de tanta apatia. Os protestos não atingiam apenas os transportes públicos. Havia também inquietações diversas. Elas foram crescendo, ganhando espaço inédito nos meios de comunicação. O otimismo atingia parte expressiva das redes sociais. O entusiasmo era justificado, mas as […]

Read the rest of this entry »

Dezembro: as animações e os afetos fabricados

Tudo se inventa. Há exageros na afirmação, mas há muito fogo queimando nas fantasias. Portanto, não vamos navegar em exigências. O final do ano apronta uma agitação imensa que diz das pretensões da sociedade. Dezembro passa com ansiedades e sinais de que os objetos valem muito mais do que as pessoas no território do consumo. […]

Read the rest of this entry »

Os múltiplos dizeres da violência cotidiana

Há palavra intrigante. Seu significado não é complexo. Não precisa  ir ao dicionário para decifrá-la. Ela faz parte das andanças cotidianas. É quase impossível deixá-la ausente das histórias. No entanto, ela assusta. Gostaríamos que fosse riscada dos argumentos, não circulasse nos jornais, ganhasse caminhos ignorados. O desejo não encontra alternativas. Fica na especulação. Quem consegue […]

Read the rest of this entry »

Mensalão, política, dúvidas, desmantelos

Ninguém conhece uma sociedade perfeita, sem desmantelos ou desacertos cotidianos. Destaquem-se os grandes centros dos tempos atuais, os governos negociados nos detalhes, as disputas por cada milímetro do poder. Não é novidade que haja manobras e corrupções. Cobra-se uma ética, um comportamento transparente, mas tudo isso se perde nas inquietações sem respostas daqueles que se […]

Read the rest of this entry »

As aparências disfarçam a violência desmedida

O cotidiano é pesado. Viver é correr atrás de resultados e sucessos. Pouca reflexão, mas muita vontade de acumular grana e se dá bem socialmente. É o mundo das aparências que os meios de comunicação ilustram. As análises do que acontece ficam submersas em poucas palavras. Falta profundidade. Poucos se ligam nas urgências da maioria. Há […]

Read the rest of this entry »