Posts Tagged ‘cotidiano’

As violências: significados e especulações

As expectativas fazem parte da história, sobretudo na construção da modernidade. Elas bordaram otimismos sonhados, trouxeram movimentos inusitados, mas a sociedade continua respirando a poluição da desigualdade. Ela se estica pelo mundo globalizado. Muitos sugerem que há ineficiência dos governos e um convívio com gestões mal planejadas. As teorias são sofisticadas e dançam com o […]

Read the rest of this entry »

As múltiplas cidades e seus perten(cimentos)

  As cidades desafiam planejamentos. A diversidade invade seus cotidianos. Surgem sociabilidades junto com nostalgias. A moda é uma grande mistura. Mas não há como cessar os diálogos , nem os conflitos. Há concepções de mundo que recordam séculos religiosos, há preconceitos inesperados, há ficções científicas que entusiasmam apocalipses. Portanto, é difícil definir, traçar linhas […]

Read the rest of this entry »

As rebeldias e as ocupações: leituras e ousadias

A sociedade se move, porque é preciso refletir e não se intimidar com o cotidiano. Os exageros do consumo, as ambições imobiliárias, as vaidades intelectuais, as ingenuidades solitárias fazem parte da história. Não dá para construir um divisão fixa e apostar numa uniformidade produtora de harmonias. O mundo não se cansa de multiplicar relações e […]

Read the rest of this entry »

A Vila Estelita: o cotidiano e a política

  Há modelos de comportamentos políticos que seguem tradições e se importam com as disputas eleitorais.  Acreditam, ainda, em concentrações de poder mesquinhas. Estão envolvidos pela pressa da competição. Não observam as mudanças, não buscam dialogar com os tempos da história. Assustam-se com os movimentos que adotam ações diferentes. Não se animam com os sinais […]

Read the rest of this entry »

A quem pertencem as histórias e as inquietações?

Não vejo no mundo uma trilha que leve ao sossego.  Penso num instante que traria outro ritmo para respiração. A cultura está cercada de objetos e teorias. Há um desejo, talvez inexplicável, de decifrar a nudez das nossas vidas. Queremos histórias e narrativas que possam nos acudir. A carga das dúvidas é incomensurável. Ela existe […]

Read the rest of this entry »

O capitalismo convive com a degradação e a novidade(!)

    No cotidiano nos defrontamos com situações que nos chocam. Estamos, muitas vezes, apressados e vamos adiante. As imagens terminam se diluindo. A substituição é rápida. Deixamos o quadro de desconforto de lado. A perplexidade não ganha lugar. Ela foge, o dia passa. Guardamos as lembranças com certo descuido. O desprazer não é uma […]

Read the rest of this entry »

As paixões da bola nas andanças cotidianas

Falta certo tempo, mas o planejamento não nega urgência. Haverá uma Copa que transformará o cotidiano e trará muitas polêmicas. Ninguém nega que o futebol está infiltrado nas paixões que movem a cultura brasileira. Não são as mesmas de anos atrás. Muitos divertimentos ganham espaço na sociedade. Não podemos afirmar que tudo permaneça no ritmo […]

Read the rest of this entry »

Margareth T., a salvação,o cotidiano, as histórias

Ninguém se impressiona com as velocidades do mundo ou das invenções científicas. Faz-se o registro, mas nada de alardes extraordinários. Aprendemos a conviver com o descartável e a caverna do tempo se torna um espelho de múltiplas formas. Portanto, não vamos criar muros de lamentações. Cada um procura adaptar-se aos ritmos inusitados, dentro de um […]

Read the rest of this entry »

Amargas memórias movem a política e o ressentimento

A história segue caminhos. Não dá para firmá-los, determinar que o mundo se modifique brevemente. Tudo tem o perfume perigoso do mistério. Na contemporaneidade, as tensões continuam assustando as relações internacionais. Há guerras espalhadas com requintes de violência trazidos pela tecnologia. Ninguém  se esquece das bombas atômicas, das vítimas, do poder que aciona vinganças justificadas […]

Read the rest of this entry »

Cartografias dos sentimentos e cotidianos na rede social

A pressa comanda muita coisa. Não é estranho que o trabalho se insira no cotidiano determinando ordens e excluindo prazeres. A sociedade exige que as pessoas se movimentem e busquem a sobrevivência. O importante é se localizar, construir narrativas que mostrem interesses em seguir adiante com projetos de sucesso. Estamos fazendo uma afirmação genérica, mas […]

Read the rest of this entry »