Posts Tagged ‘culturas’

As guerras sustentam ambições e desacertam mundos

As histórias percorrem tempos, nunca com os mesmos sentidos, mas descrevendo experiências, lançando dúvidas, mendigando certezas. Não podemos viver sem elas. Temos encontros com o tempo. Ele não é um todo homogêneo. Atravessa finitudes e projetos, sem perder de vista que a cultura costura sociabilidades. Há quem pense na serenidade, em significados repetidos e comuns. […]

Read the rest of this entry »

As violências: a história e os fundamentalismos

Fala-se da violência, como tema recorrente. Parece que está entranhada na história. Não tem uma forma definida. Ela mutila corpos, escraviza desejos, desfaz sonhos, quebra solidariedades. Não há uma época que não a localizemos. Ela está presente, assustando e intimidando. As guerras e os preconceitos não se construíram com a modernidade. Ela foi instituída com […]

Read the rest of this entry »

Os territórios do saber e a complexidade das disputas

Os territórios do saber existem e não estão isentos das contradições que tomam conta da sociedade. Há ilusões de que os intelectuais possuem lucidez mais aguda, devido ao acúmulo de conhecimentos. Pode acontecer, mas não é uma verdade inquestionável. Muitas vezes, as lógicas acadêmicas constituem castas. As hierarquias não fogem da instituição de privilégios. Portanto, […]

Read the rest of this entry »

Fellini, as verdades fugidias e os balanços da vida

Muitos me consideram um mentiroso e não se cansam de repeti-lo. Acontece que os outros também mentem; aliás, as maiores mentiras a meu respeito são aquelas que ouvi da boca dos outros… A afirmação anterior é do cineasta Fellini. Toca num tema controvertido. Não passamos sem cogitar sobre a extensão do que fazemos e suas […]

Read the rest of this entry »

Os aprendizados da história e dos valores

O ensino da história tem ares de pedagogia de lições para a vida. Muitos consideram que reflexões sobre o passado trazem reviravoltas nos comportamento. Não há negar que se aprende com o que foi vivido. O desperdício existe, mas não é absoluto. Se as lições tivessem eficácia frequente, com certeza estaríamos próximos do paraíso. Não […]

Read the rest of this entry »

As neves do Kilimanjaro: a culpa e o inesperado

A arte traz uma sensibilidade que anima a vida e redefine desmantelos. Foge de padrões, coloca desafios, amplia a imaginação. Ela expressa sentimentos que se achavam escondidos, surpreende os conformistas, nos mostra a complexidade e beleza do mundo. Suas narrativas multiplicam interpretações, retomam significados, aparentemente, sepultados, individualizam questões. Tiram-nos de uma objetividade cansada de apatias […]

Read the rest of this entry »

O insustentável peso histórico da colonização

A atual situação tensa, no Oriente Médio, trouxe expectativas e dúvidas. É uma região que possui tradição secular de confrontos. A violência compõe o quadro das suas relações sociais, desde os tempos mais remotos, nas disputas de terras e de espaços estratégicos. Muitos povos formaram suas culturas, firmaram suas identidades, enfrentaram dificuldades variadas, envolvidos em guerras duradouras.  Hoje, a […]

Read the rest of this entry »

A Igreja Católica busca afirmações perdidas

A recente visita de Bento XVI a Espanha mostra a vontade de a Igreja Católica firmar posições. O mundo diversificou-se e as religiões encaminham estratégias diferentes. Não querem a negar força do convencimento, mas percebem que a vida é outra. Os valores e as tradições voam sem destino. A modernidade redefiniu as escolhas e alterou a produção de […]

Read the rest of this entry »

As vitrines, os poderes, as controvérsias, os vazios

  As notícias atiçam os comentários. Por elas nos conectamos com o mundo , nunca afastado de novidades. O cultivo das opiniões é fundamental, para alimentar as instituições sociais. O domínio do silêncio seria uma quebra do ânimo. As relações cotidianas precisam de ruídos e controvérsias. Crescem as diferenças, formam-se os grupos, destacam-se os poderosos, […]

Read the rest of this entry »

Os perigos das conexões internacionais vacilantes

Estamos todos muito próximos. Pode não haver afetos contribuindo para melhorar as relações sociais, nem a solidariedade encontre caminho para seguir seus projetos. Os valores são outros, pois a sociedade abraça o pragmatismo e a maioria não se toca com os sentimentos. A história é uma construção difícil e contraditória. Os vencedores articulam seus favorecimentos, […]

Read the rest of this entry »