Posts Tagged ‘democracia’

Brasil, Brasis, Brasília, Brasílias:intransparências




  Li muitas revistas em quadrinho. Gostava e me divertia. Há histórias que mal  cabem em livros, mas podem ser contadas de outras formas. Ficam no limiar da fantasia e atraem pelo drama.Vivem um tempos apressados, quase sem materialidade. Em Brasília, corre-se, desmente-se, a desconfiança se estende. Tudo se espera. É o reino da novidade, […]




Share Read the rest of this entry »

Eduardo Cunha: o malabarismo sem fim?




A situação continua confusa.Corrupções internacionais são denunciadas. Até a figura de Messi está escalada. Sacudir as negociações é esquentar o ritmo. O charme da sociedade capitalista, para alguns, é ganhar dinheiro e esnobar poder. Se todo mundo for, realmente, punido, teremos que usar as Arenas para segurar os culpados. Lembra filmes da Máfia. Nada surpreendente, […]




Share Read the rest of this entry »

O fascismo e a violência, a democracia e o afeto




Os acirramentos das disputas políticas são perigosos. Quando se joga fora o diálogo, cria-se suspense. Há uma série de julgamentos que se estende pelo cotidiano. A confusão provoca inimizades e histerias. As batalhas se dão nos mais íntimos recantos. O facebook é um território minado. Muita gente se esconde e troca a solidão pela  agressividade. […]




Share Read the rest of this entry »

Quem inventa a democracia e a utopia?




    Já disse, muitas vezes, que a utopia é fundamental. Não significa que teremos, sem dúvida, um mundo a partir de convivências  saudáveis. A utopia ajuda a procurar saídas e aumentar a reflexão. As dissonâncias existem, trazem conflitos, mas como não observá-las e focar no diálogo? Portanto, não podemos nos reduzir ao que o […]




Share Read the rest of this entry »

O mundo das múltiplas escolhas e imprecisões




Existem, ainda, dualismos que atraem as pessoas e provocam debates. Muitos se colam nas velhas histórias do bem e do mal e tentam saídas salvacionistas. Não observam a diversidade, nem tampouco assinalam como as relações sociais fugiram dos modelos tradicionais e naturalizados. Não significa que houve melhorias éticas. Continuamos cercado de problemas sem respostas ou […]




Share Read the rest of this entry »

No ritmo agitado e confuso das eleições




As eleições trazem uma agitação especial. As discussões políticas ganham espaço, com humores e ressentimentos atiçados. É um grande jogo. Com tantas dúvidas sobre os projetos dos político, as pesquisas eleitorais atraem comentários diversos. Os jornais as usam de forma frequente. Quem dispara na preferência dos cidadãos? Quem assume a liderança nos estados do sudeste? […]




Share Read the rest of this entry »

Os malabarismos da política e as expectativas cotidianas




A conciliação é difícil num mundo múltiplo e confuso. Está tudo repartido e mesmo a massificação  frequente não apaga as polêmicas. Por mais que se promova a homogeneização, sobrevivem reflexões e ansiedades. É sempre importante lembrar que a história é o território do inesperado. Há muitas surpresas que rompem com a monotonia do cotidiano. A […]




Share Read the rest of this entry »

Barack Obama: a busca e a dissonância




As últimas eleições norte-americanas trouxeram suspenses. Havia receio que os mais conservadores se firmassem no poder. Não foi uma disputa fácil. O capitalismo está repleto de dissonâncias e não consegue aumentar seus malabarismos. Isso atinge todos. Não é uma crise isolada. Os Estados Unidos representam inúmeros símbolos das andanças dos costumes e das relações econômicas […]




Share Read the rest of this entry »

As críticas, os saberes, os espaços de contraponto




Dizer que a sociedade é democrática como se sonhava é uma falta de olhar atento. As conquistas não foram poucas. As épocas possuem seus valores, mas também se luta para modificá-los. Nem sempre a resposta traz satisfações para maioria. Isso não é, apenas, da contemporaneidade. É uma travessia histórica e inquieta. Convive-se com incompletudes, daí […]




Share Read the rest of this entry »

Quem se incomoda com as andanças da cidadania?




Tenho um filho com 16 anos. Ela tirou seu título de eleitor, entusiasmado com a possibilidade de votar pela primeira vez. Gosta de discutir política, interessa-se pelo coletivo, não deixa de fazer suas reflexões e escolhas. Diante das últimas notícias, ele não tem escondido sua frustração. Os valores estão confusos, faltam referências, sobram manipulações. A […]




Share Read the rest of this entry »