Posts Tagged ‘Descartes’

A dúvida no caminho cartesiano das histórias

A complexidade do mundo lembra que a dúvida é a nossa companheira. Não há como decifrar tantas relações e sentir-se seguro. As pedras no meio do caminho são inevitáveis. Vestir-se com o tédio e envolver-se com o cansaço existencial seria uma alternativa para fugir das incertezas? Elas também não seduzem e produzem movimentos derrubando apatias […]

Read the rest of this entry »

As dúvidas dialogam com os significados do vivido

Quando Descartes escreveu o famoso Discurso do Método abriu uma reflexão que ganhou espaço quase permanente na história. Estamos nos referindo à cultura ocidental hegemônica. Os paradigmas orientais são outros. Há semelhanças, mas as travessias são diferentes. A expansão da sociedade capitalista aproximou muitas coisas. Hoje, se tornou comum falar-se em globalização. A capacidade de […]

Read the rest of this entry »

Quem imagina as revoluções e seus projetos?

A modernidade deu um nó nos tempos feudais. Trouxe um projeto renovador que foi se sedimentando, sem desprezar as tradições do passado. Não é possível pensar que tudo saiu da cartola de um mágico aposentado. Os gregos conseguiram reunir experiências que os construtores da modernidade não abandonaram. Houve rompimentos, mas muita coisa permaneceu. Mudam as vestes […]

Read the rest of this entry »

A história é um mergulho no passado?

Quem pensa que a história é um mergulho no passado restringe seus significados. A história não está conectada com um único tempo. Ele é uma invenção social e não um conceito fixo e definitivo. Estamos longe daquela época de exaltação cega ao progresso, do predomínio da linearidade, da ideia de que o futuro é sempre melhor […]

Read the rest of this entry »

A invenção do método é uma saída para vida?

Descartes refletiu muito e perdeu  noites de sono. Queria superar verdades estabelecidas Tinha a razão acesa para redefinir caminhos que vinham marcando o Ocidente , desde a época de Aristóteles. Sentiu o mundo inerte? Desfazia-se em angústias de fracasso? É difícil fazer a análise do pensador francês, depois de tantos séculos. Visitar a interioridade é sempre […]

Read the rest of this entry »