Posts Tagged ‘escolha’

O individualismo e as fronteiras possíveis dos sentimentos

  Ninguém deve dispensar as fantasias. A aridez deixa gosto, isola, cria apatias. Uma sociedade que cultiva tensões, estica raivas, pode se tornar um campo de guerra. Somos animais sociais e precisamos de entrar no universo dos sentimentos. Há ambiguidades, temores, vacilações. A complexidade nos visita com assiduidade. É um visionário quem espera por uma […]

Read the rest of this entry »

Brasil, Brasis, Brasília, Brasílias:intransparências

  Li muitas revistas em quadrinho. Gostava e me divertia. Há histórias que mal  cabem em livros, mas podem ser contadas de outras formas. Ficam no limiar da fantasia e atraem pelo drama.Vivem um tempos apressados, quase sem materialidade. Em Brasília, corre-se, desmente-se, a desconfiança se estende. Tudo se espera. É o reino da novidade, […]

Read the rest of this entry »

No ritmo agitado e confuso das eleições

As eleições trazem uma agitação especial. As discussões políticas ganham espaço, com humores e ressentimentos atiçados. É um grande jogo. Com tantas dúvidas sobre os projetos dos político, as pesquisas eleitorais atraem comentários diversos. Os jornais as usam de forma frequente. Quem dispara na preferência dos cidadãos? Quem assume a liderança nos estados do sudeste? […]

Read the rest of this entry »

O amor é sorte ou escolha sutil dos deuses?

           José e Pilar é um filme de uma ternura e uma sensibilidade pouco comuns. Embora de qualidade exemplar, não teve chances de maior divulgação. É um documentário, com imagens belas e sequências comoventes. José é o famoso Saramago, escritor português de fôlego admirável. Pilar, espanhola, a paixão, ativa nos cuidados e ágil no raciocínio. Conheceram-se nas […]

Read the rest of this entry »

Há sempre a busca e a escolha sacudindo o tempo

Nada como uma boa cadeira de balanço, acompanhada por um olhar que contempla uma paisagem de cores claras e penetrantes. Concentra a paciência e instiga a reflexão. Depois do agitar de dias corridos, deixar de lado a inquietação é mais do que humano. A vida não tem roteiro determinado.Podemos traçar certos cenários. Os dramas acontecem, as […]

Read the rest of this entry »

Os espelhos de Alice não se quebram, somem

Hoje é dia de andar. Não olhe  para a cor do firmamento. Não se ligue nos desconfortos da preguiça, nem na ressaca da noite sem sono. Andar, aqui, é sinônimo de sonhar. Se sacudiram bolinhas de papel Chamex, se encheram os e-mails de boatos e calúnias, se quiseram consagrar golpes e medos, se os debates […]

Read the rest of this entry »