Posts Tagged ‘Fellini’

Fellini: a invenção das histórias e a quebra da linearidade

Fellini é, para muitos, o cineasta mais admirado do século XX.  Trouxe contribuições surpreendentes para o cinema, quebrando padrões, soltando as invenções, não se inibindo em deixar a fantasia estender seus traços e suas mentiras. Há críticas, Fellini não poderia ser uma unanimidade, pois os conservadores também andam pelo mundo da estética e gostam de […]

Read the rest of this entry »

Fellini, as verdades fugidias e os balanços da vida

Muitos me consideram um mentiroso e não se cansam de repeti-lo. Acontece que os outros também mentem; aliás, as maiores mentiras a meu respeito são aquelas que ouvi da boca dos outros… A afirmação anterior é do cineasta Fellini. Toca num tema controvertido. Não passamos sem cogitar sobre a extensão do que fazemos e suas […]

Read the rest of this entry »

Os arquivos da vida, os arquivos das histórias

O tempo me carrega. Não preciso olhar para os lados, nem ouvir o tique-taque daquele velho relógio da casa dos meus avós maternos. Ele ficou na  memória. Lembra as noites de insônia. Morria de medo de assombrações. Ficava aceso. Dormia quando a madrugada chegava , cansado de tanto imaginar. Quem sabe se não estava criando fantasmas […]

Read the rest of this entry »

Fellini, a sensibilidade, a lógica, o improviso

  Federico Fellini já se foi. Deve estar morando em algum paraíso flutuante. Gosto de acreditar em tudo o que estimula a fantasia e me apresenta uma visão mais fascinante da vida e do mundo, ou mais próxima do meu modo de ver, disse cineasta. Tenho profunda admiração pelos seus filmes. Meu coração sente-se contemplado pelas […]

Read the rest of this entry »

A saudade não perde o ritmo dos momentos

    As lembranças se encarregam de revirar a memória. Caminhar, pelo passado, não é pisar em sepulturas. As emoções não deixam a mudez se espalhar e os ecos dos tempos não descansam. Por isso, cultivo encontros, mesmo distantes e desatentos ao meu agora. Minhas idas aos campos de futebol estão vivas e saltam as sequências […]

Read the rest of this entry »

Fellini, travessuras, saudades, imagens, efêmero

                           Contemplar, quando se tem pressa, é uma impossibilidade. Não dá nem para sentir saudade. Os toques constantes dos celulares compõem uma sinfonia atípica. Será que existe ainda o tão portentoso reino humano? Resposta difícil, diante das tantas máquinas que ocupam espaços com volúpia. Mas a paciência é um exercício fundamental. Num cosmos, tão mecânico, […]

Read the rest of this entry »