Posts Tagged ‘Galeano’

Galeano: as lamentações de escritos corajosos

Eduardo Galeano foi um combatente de rara lucidez Seus livros deixaram lições contra a violência e o desgoverno. Não perdeu a beleza nas suas acusações e narrativas. Queria um outro mundo, conhecia o avesso, festejava o abraço. Acabei de ler Vagamundo. Um de seus primeiros escritos publicados. Galeano mostra a amargura de uma sociedade tensa, […]

Read the rest of this entry »

Galeano: a memória companheira da história

Os livros de Galeano são provocantes. Sua escrita é bela e poética. Desmente aquela rigidez dos que dormem nos documentos oficiais e exaltam o fato positivista. Conta histórias com simplicidade, sem esquecer o compromisso coletivo.No seu coração , bate o ritmo da rebeldia contra as desigualdades. Galeano nos mostra os avessos e os contrapontos. Quem […]

Read the rest of this entry »

Galeano: a saudade desenha moradias

A morte de Galeano marcou sombras e luzes. Perda que nos toca. Ele tinha sensibilidade e compromisso com o humano na sua dimensão poética. Li seus livros com fôlego animado. Nunca faltava emoção e os afetos abraçavam cada palavra. A vida é tão curta, embora  a relatividade do tempo provoque tantos delírios metafísicos. Há uma […]

Read the rest of this entry »

Quem escolhe os destinos e perdoa os pecados?

  A ideia de salvação não se afasta da história. Ocidentes e Orientes não a esquecem. As criações de paraísos nos decifram nos mais inusitados momentos. Não pense que Hitler não fabricava suas visões delirantes. Ele fez do nazismo uma profecia. Seus comícios eram espetáculos. Exploravam sentimentos e prometiam  redenção. Abalavam os frustrados e nomeavam […]

Read the rest of this entry »