Posts Tagged ‘história’

O fim da incerteza nunca se anuncia na política

  A luta está feroz. Um momento de grande singularidade com a volta de um conservadorismo avassalador. O mundo globalizado se encontra em guarda contra as novidades políticas. Querem permanências e atiçam comportamentos agressivos. Difícil definir o que passa. Muitas incertezas e medos. Depois de tanta ousadia, a ameaça da censura se veste e a […]

Read the rest of this entry »

A política dialoga com o medo e a incerteza

    Será chato repetir que não há sociedade sem incerteza. Mas não custa lembrar que não somos deuses. Gostamos de inventá-los, curtimos fantasias, sonhamos. Não sei explicar porque há tantas lacunas na história. Há quem procure fugir dos abismos e das curvas. Enganos trazem tropeços. Será que existe alguma sociedade definida por linhas retas? […]

Read the rest of this entry »

Ocupar as ruas, refazer o lúdico, entender a diversidade

  As multidões ocupam as ruas não, apenas, visando desfazer propostas políticas. Há uma forma de se organizar, um grande encontro afetivo, muitas conversas, mudanças na formulação das estratégias. Anima, traz força, mostra a heterogeneidade. A movimentação é um registro da sociedade que vivemos. As imagens estão nas redes sociais, as pessoas gostam de marcar […]

Read the rest of this entry »

A sociedade adoece na mira da desconfiança política

    Se cada um se torna um inimigo em potencial, as relações se fragilizam rapidamente. A desconfiança pode aprofundar a instabilidade e criar um mapa aberto para violência. É claro que uma harmonia absoluta não existiu. Não conte uma história atravessando uma linha reta, num território cheio de anjos e paraísos. Estamos no mundo […]

Read the rest of this entry »

Política: Luzes e sombras pertencem ao mundo?

    Tudo ferve no país tropical. Bolsonaro continua acenando para os mais raivosos. Atinge simpatizante com discursos em favor da família e da violência. Apresenta-se como salvador. Promete o paraíso. Não me convence. Há várias maneiras de encará-lo. Possui um carisma maluco, se faz e adepto da tradição e solta o verbo. Diz o […]

Read the rest of this entry »

Você conhece Hitler?

    A história possui um movimento que desafia. Há contradições, lamentos, dissidências. Mas somos sujeitos da história. Há quem fuja, se diga neutro e busque navegar em riqueza individualista. Não podemos querer uniformidades. Existem escolhas. O importante é não perder as memórias das violências que retornam e ameaçam o cotidiano. Viver o aqui e […]

Read the rest of this entry »

O descaso com a história

  Há um certo desprezo pelo história. Sente-se uma preguiça , um desconforto em falar de suas próprias histórias. Os meios de comunicação gostam de escândalos e denúncias. Não aprofundam. Promovem viagens curtas que não dialogam com a memória. É preciso criar contrapontos. Quando se deixa o passado de lado e vive-se o agora com […]

Read the rest of this entry »

Os diálogos do tempo: o imprevisível

  Todos buscam dominar as correrias do tempo. É uma ousadia. Ele, também, vive lentidões, brinca com a inquietude. Há minutos quase intransponíveis. O tempo traz um fluxo de imaginação incrível, A sua marca está presente nos corpos, nos objetos, na natureza. Contam-se os dias. os segundos, os séculos. Mas as dúvidas continuam. A história […]

Read the rest of this entry »

O fogo da memória, a memória do fogo

  A cultura não desparece como um cometa. Ela se guarda na memória. Sua força é incomensurável. São tradições que se tocam, anos vividos, solidariedades, tristezas, descuidos. Somos cultura. Nosso corpo possui registros dos anos passados. Não dá para riscar o tempo da história. Seria um absurdo, um suicídio. Por aqui, os incêndios são comuns. […]

Read the rest of this entry »

Você viveu numa ditadura?

    As construções históricas não se apagam de vez. Há sempre vestígios. A memória é inquieta e seletiva. Dança, faz acrobacias, se estica, conjuga o verbo esquecer e lembrar. Na vida cotidiana, a memória atua. Os livros contam episódios, as fotografias trazem acontecimentos, as pessoas conversam sobre a vida. Muitos se recordam de azares […]

Read the rest of this entry »