Posts Tagged ‘mal-estar’

As perdas da vida se compõem nos ritmos dos tempos

Pensar a vida como um jogo de regras surpreendentes não é um desvario. Não há como medir os controles, nem planejar ações fixas. A marca da instabilidade não se afasta de cada instante. De onde ela vem, não sabemos. Criam-se crenças e as religiões buscam explicações para costurar as vestes dos mistérios. No entanto, há […]

Read the rest of this entry »

O mal-estar persistente e misterioso

Cada época curte seus deslumbramentos e lamenta suas perdas. A busca do equilíbrio é um registro histórico inegável. Há quem se descuide, goste de viver os perigos dos extremos contínuos. Freud não deixou de alertar para as dificuldades que cercam o fazer humano. Esquecemos que as comparações ajudam, porém não respondem a todas as inquietudes das […]

Read the rest of this entry »

Cadê a violência simbólica e o fim do mal-estar?

A quantidade de notícias, sintetizando crimes e agressões, é assustadora. Não precisa mencionar nem as costumeiras guerras que se espalham pelas mais diversas regiões. Elas teimam em fazer parte da história. Perambulam pelo mundo, fixando hábitos e afirmando necessidades de destruição. Falo, aqui, dos assassinatos do cotidiano, motivados pelas discussões nos trânsitos, pelos desgostos amorosos e ressentimentos […]

Read the rest of this entry »

O jogo do desejo e a vida se sacudindo no mundo

O que desejam de mim? É uma pergunta que não sai da vida. Pensar o mundo, sem o outro, é um impasse. A construção do social acompanha cada passo. Não adianta se esconder, nem viajar para uma interioridade inatingível. Ela não existe. Somos vulneráveis, mesmo que as fragilidades não nos carreguem sempre para os abismos. […]

Read the rest of this entry »

O mundo sem a bola:Freud e o mal-estar

As competições fazem a festa ou a tristeza.  Quarta, o Fluminense perdeu e viu ameaçada sua  elogiada campanha. Houve outros resultados que chamaram atenção. O Santos voltou a golear e o Cruzeiro segue com suas vitórias. Finalmente, Scolari escapuliu da mesmice: o Palmeiras superou-se e fez três pontos. Luxemburgo mantém sua sina inesperada  no Atlético, com […]

Read the rest of this entry »