Posts Tagged ‘mídia’

Quem precisa de um herói no Brasil fabricado?

  O Brasil sonha com infernos e paraísos. Um governo cheio de atribulações onde parece que todos tomaram uma dose excessiva de Viagra nos visita cotidianamente. Há desrespeitos contínuos. Temer  abraça a impopularidade. Sente-se uma pessoa incomum. Sempre me pergunto a quem ele serve. Não penso que tenha autonomia. As inúmeras delações podem ser ficções, […]






Share Read the rest of this entry »

Karnal e Moro: a vitrine tem muitos donos

O país está muito dividido e cercado  de ressentimento por todo lado. A ilha Brasil se estende. Cada dia se planta uma árvore ou se organiza um escândalo. A população é grande. Há uma cultivo delirante da mídia e necessidade de ídolos. Muito desemparo, numa sociedade onde a morte acompanha a miséria. Celebra-se água, a […]






Share Read the rest of this entry »

O mundo das quadrilhas mirabolantes

A quantidade de bancos explodindo assusta. Uma devastação que nos deixa perplexos. Prendem trés, quatro, mas o suspense continua. Muita grana solta e as pessoas aflitas não sabem o que fazer. Cada cidade atacada é um terremoto. No meio de uma economia combalida, a segurança tornou-se um problema sem fim. Tudo feito com grande eficácia. […]






Share Read the rest of this entry »

Quem desconfia da informação, quem se abraça com a história?

Minhas primeiras leitura me levaram para inquietações. Gostava de observar as magias e viajava na imaginação. Era uma abertura para fugir das mediocridades. Hoje, continuo seguindo as palavras. Sinto-me bem lendo e escrevendo. Mas a perplexidade não me abandona. Não consigo contemplar o mundo, armar sentidos e descansar. Sempre sou tomado por outras visões. O […]






Share Read the rest of this entry »

Não apague as solidariedades e os encontros

  Não deveria ser assim. Construir muros de lamentações é sinal  de que a história anda escorregadia. Não se olha para o outro e a fragilidade do social deixa constantes medos. Falo de ambiguidades que não cessam, de violências sempre atuantes e do egocentrismo avassalador. Nunca acreditei que tudo seria absolutamente sintonizado na paz. Os […]






Share Read the rest of this entry »

Charlie, as vitrines, a mídia, o poder

Os negócios são complexos. Exigem rapidez e astúcia. O importante é não perder espaço de poder e procurar agitar a grana com eficácia internacional. Por isso as notícias circulam com raro senso de especialização. Elas revelam políticas e preconceitos. Desenham histórias, escolhem vítimas, estabelecem verdades, mexem com multidões. Não é à toa que as concorrências […]






Share Read the rest of this entry »

No reino do consumo o desejo se solta e engana

Não  poderia haver um capitalismo sem essa sede de consumo. As mercadorias estão expostas esperando seus companheiros. Não é uma relação sem afeto. Os mecanismos de transferência dizem muito dessa busca cotidiana por objetos. Visitam-se os shoppings como grandes templos. Lá se ora profanamente, mas se sente o desejo de salvação. Quem sabe um bom […]






Share Read the rest of this entry »

A política mergulhada no pragmatismo dos negócios

A sociedade não vive de fragmentos soltos. Muitas vezes, não conseguimos avistar as conexões, devido a complexidades dos atos das pessoas ou mesmo das estruturas sociais marcadas por regras misteriosas. A transparência vive de discursos. Há muitos esconderijos, para assegurar conspirações. Portanto, a perplexidade não se cansa de nos incomodar. Teorias sobram tentando decifrar os […]






Share Read the rest of this entry »

Messi mantém a glória e a majestade

Messi tem 24 anos. Canceriano, joga no Barcelona, mas nasceu na Argentina. São dados que aparecem, exaustivamente, em toda imprensa. Messi é conhecido, na aldeia global, como ídolo inquestionável, ameaçando os reinados de Maradona e Pelé. Pela terceira vez foi considerado o melhor do mundo, num esporte tão cheio de instabilidades e disputas. Consegue ser quase uma […]






Share Read the rest of this entry »

As angústias dos ídolos perdidos na América

Fez-se a renovação. Um novo técnico, com fala mansa e apoio de Ricardo Teixeira, assumiu. Os resultados não chegam. A Copa  América tem sido um desastre. Pouco futebol, esperanças jogadas no lixo. Os craques não conseguem o sucesso tão projetado. Há lampejos de bons lances, derrota salva por segundos, mas as falhas prevalecem. Dunga havia entregue o […]






Share Read the rest of this entry »