Posts Tagged ‘ordem’

A educação está no porto das tormentas?

Nenhuma sociedade consegue navegar se não define seus projetos. Não aparecem de repente. É preciso debates, divergências, diálogos. Quando a penúria é grande há possibilidades do navio afundar. O Brasil tropeça. A educação não tem sido  bem assistida. Há sempre ameaças constantes de privatizações e o  negócio enche o mercado de diplomas esquistos. A procura […]

Read the rest of this entry »

Nietzsche: as medidas, os julgamentos, as histórias

Nietzsche já duvidava de muita coisa da famosa cultura ocidental. Era um crítico feroz do cristianismo e dos valores da época. Não se empolgou com os acordes do progresso, tão exaltado no século XIX. A sociedade deu um pique, saltou abismos e rabiscou outros, não conseguiu firmar a paz. As guerras trouxeram violências e pessimismos. […]

Read the rest of this entry »

A rebeldia muda de lugar e desloca o sonho

Continuam os combates no Oriente Médio. Quem está sentido-se ameaçado é o veterano ditador da Síria. Antes parecia confortável, com apoios externos, mas a violência se estendeu e os protestos internacionais cresceram. A insatisfação é geral. Seus antigos aliados movem-se para condená-lo. É o jogo do poder que não funciona sem as sacudidas dos interesses […]

Read the rest of this entry »

Os caminhos das transgressões não se fecharam

A ordem dominante tem garantias e controles. Ninguém exerce poder apenas baseado na persuasão, sobretudo quando a configuração é ampla e se conecta com as ações do Estado. Há costuras complexas, uma burocracia atuante, valores mantidos em nome dos bons costumes. Nas relações de poder, não existe neutralidade. A construção dos órgãos públicos dá sustentáculo à […]

Read the rest of this entry »

As gerações, as rebeldias, as mudanças, as ordens

Há quem faça da história um desfilar das hierarquias. Procuram as chamadas idades das fortunas e elegem gerações insuperáveis. Cria-se uma nostalgia doentia. Qualquer amargura é logo colocada no estaleiro. O passado passa a ganhar fôlego e o mundo se fragmenta. Voltam-se aos delírios do progresso , só que pelo lado avesso. A questão da simultaneidade […]

Read the rest of this entry »

Comportamentos, loucuras, ordens tensas

As loucuras, de cada época, recebem tratamentos diferenciados. Mudamos os lugares sociais. O que era apontado como tristeza, luto por perdas, ganha outro sentido. Hoje, os farmoquímicos atuam de forma veloz. Representam lucros e expansão dos laboratórios. A depressão aparece como a doença do século. A patologia se estende, na era pós-Freud. Os loucos nem […]

Read the rest of this entry »

Quem escolhe os destinos e perdoa os pecados?

  A ideia de salvação não se afasta da história. Ocidentes e Orientes não a esquecem. As criações de paraísos nos decifram nos mais inusitados momentos. Não pense que Hitler não fabricava suas visões delirantes. Ele fez do nazismo uma profecia. Seus comícios eram espetáculos. Exploravam sentimentos e prometiam  redenção. Abalavam os frustrados e nomeavam […]

Read the rest of this entry »