Posts Tagged ‘paixão’

Pertencimentos: amores, paixões, consumos

  Fala-se na rapidez. Nada permanece, tudo custa segundos. Não há como se segurar, pois as tempestades invisíveis ganham o mundo. Os intelectuais se lamentam  da fugacidade dos saberes. Como compreender  tanta complexidade e ainda exigir clareza das atitudes políticas?  Vivemos a falta de transparências ou ela nunca existiu ? Não me angustio. Os exageros […]

Read the rest of this entry »

Os esconderijos da paixão

O calor do corpo é o início da paixão, e não a aventura sem nome e sem destino. Cada olhar solto significa um encontro, o tempo se entrelaça radicalmente com o desejo. A história do sentimento é uma crença, não suporta, porém, dogmas e apatias. A paixão não se faz com o silêncio, nem concilia […]

Read the rest of this entry »

O jogo e a fluidez

  O jogo sintetiza a vida, anuncia a possibilidade do engano, refaz as astúcias e os territórios do eu. Quem brinca com os seus significados, desmonta regras, inventa ruínas, arquiteta labirintos. Cada um formula seu tempo, mas se esconde também no tempo do outro. Não existe início, nem julgamento sem condenações ou perdões. O silêncio […]

Read the rest of this entry »

Quem não se apaixona pelas três cores do paraíso?

  Não sei explicar o que significa paixão. É difícil, mas ela dá uma emoção diferente. Possui mistérios, não se esgota. Não estou falando da atração pela sensualidade. Não quero ser teórico das relações interpessoais mais surpreendentes. Meu foco, aqui, é outro. Refiro-me as acrobacias do lúdico. Elas nos acompanham e nos ensinam astúcias e […]

Read the rest of this entry »

Três cores que comandam paixões

Celebrar faz parte da vida. Não custa respirar um pouco e deixar que a exaltação não seja tão ansiosa. O tempo ensina. A espera relativiza amarguras e atravessa desejos. O Santa Cruz estava nos subterrâneos. Muito escondido, sem conseguir encontrar saídas. Sua torcida vacilava. O sufoco gerava  descréditos que desbotavam as três cores. Os times […]

Read the rest of this entry »

A paixão correndo na velocidade do cotidiano

   Fico imaginando como o Carnaval mudou. Fui um folião de grande pique. Hoje, não consigo cumprir a maratona. Nem me arrisco. A multidão não deixa espaço, para quem, antes, se entregava ao frevo, com todo corpo. O Carnaval virou um espetáculo desmesurado. Quem adora essas mudanças são as televisões. Muita propaganda milionária e transmissões exaustivas […]

Read the rest of this entry »

O corpo e a paixão anunciam transgressões

  Corpo quente é sinal de paixão. Então, desoriente-se. Ela não tem regras. Corre e volta sem avisar. É lúdica e amiga das grandes sensações. Nem Descartes consegue sentir a extensão de suas armadilhas. Não se prepare para viver uma paixão. Ela não é invisível, presa no território do sonho. Ela quer perfume e não espíritos […]

Read the rest of this entry »

Os mundos da invenção, os jogos da vida e da paixão

  Inventar o mundo expressa as andanças e as metamorfoses da cultura. Nada aparece, de repente, como meteoro perdido ou um cometa em busca de um leito para se esticar. A vida é construção, entrelaçamentos  dos saberes e de experiências. O lúdico tem seu lugar especial, as certezas se sentem ameaçadas, pelo vaivém das opiniões […]

Read the rest of this entry »