Posts Tagged ‘poder’

A tristeza de Dilma, as verdades sombrias do mundo

Há notícias que tem destaque reduzido. Ocupam páginas de jornal esquecidas. Passam, sem causar alarde. Gosto de ir fundo e sou pescador dos detalhes. O mundo é vasto, é sempre bom lembrar. As controvérsias não param e as disputas tornam-se comuns e enfadonhas. A sociedade, porém, mantém seus vícios, renova o estoque de máscaras, aposta na […]

Read the rest of this entry »

Passeatas, culturas, confrontos, resistências

As verdades somem ou sofrem abalos marcantes. As relações sociais são históricas, não se fixam e ganham o leito da eternidade. Muita gente esquece a transitoriedade da vida e da convivência. Evita se envolver com redefinições constantes.As inquietudes  trazem divergências. A dificuldade do julgamento sacode o bem-estar monótono das instituições. As regras se estabelecem, mas é imposível […]

Read the rest of this entry »

O sigilo mora no banco da praça anônima

            Não revele todos seus segredos mais íntimos. Saiba guardá-los, sem contudo criar sepultamentos. Podem surgir situações diferentes e as mudanças afetivas  inquietam. Há ritmos, pesos, esconderijos. A vida é complexa, porque as travessias não cessam de pedir longas caminhadas. Nem sempre sobra fôlego e os abismos se apresentam no meios das travessias. O domínio […]

Read the rest of this entry »

A tecnologia que não salva, silencia e desespera

As andanças da modernidade levaram a mudanças significativas na forma de conviver. O crescimento e a complexidade da tecnologia é um campo aberto , para refazer descontroles e aproximar-se de culturas diferentes. O fato de ter fortes ligações com os mecanismos de poder impede que ela atravesse certos obstáculos e ganhe espaços de generosidade. Ela […]

Read the rest of this entry »

Dramas, violências, rebeldias, descuidos

A densidade das relações humanas ganha corpo. As reviravoltas sociais são grandes. Elas acontecem no cotidiano, vão se construindo, quase silenciosamente. Há um despreparo geral para administrar certas situações. Todos são atingidos. A coletividade reclama das inércias dos governantes e os indivíduos, das gangorras emocionais. A Europa passa por uma crise econômica que atinge algumas países de […]

Read the rest of this entry »

Por onde andam as verdades e as mentiras?

Os acontecimentos badalados não saem das conversas. Somos bombardeados por notícias. O que mais agita são as diferentes versões. Mudam as testemunhas, os relatores invertem situações anteriores, os cenários impossíveis terminam firmando-se. O caso Bin Laden é exemplar. Mais uma vez, a questão da verdade se coloca. Vale o poder de convencimento. Porém, as provas variam tanto que […]

Read the rest of this entry »

O jornal nos coloca no vaivém do mundo

Ler jornais é um hábito. Ficamos mais próximos da complexidade do mundo. Não significa que as informações primem pela verdade e nos libertem das ilusões. Já ressaltamos, muitas vezes, que as notícias pesam como mercadorias. Possuem outros conteúdos, mas ajudam a vender e fazer fortunas. É fundamental duvidar de certas  informações. Elas são uma das bases […]

Read the rest of this entry »

A natureza não se acomoda aos projetos humanos?

Ninguém desconhece a força de dominação da ciência. Ela interfere nos detalhes da vida social. Não só os privilegiados se articulam com as invenções e as descobertas que se multiplicam sem intervalos. Mesmo nos recantos, considerados mais distantes, aparecem objetos ou sonhos que mostram desejos de partilhar dos feitos científicos. Estamos ressaltando as alianças com […]

Read the rest of this entry »

A lua curiosa e o avião estrelado de Obama

Lula não foi ao almoço em homenagem a Obama. Um convite disputado por muitos. As especulações ganharam lugares especiais, nas conversas políticas. O que se passa pela cabeça do ex-presidente e seus assessores? Quem adivinha? Talvez, um surto de vaidade, para não dividir a atenção com outras figuras. Quem sabe um recolhimento, uma necessidade de […]

Read the rest of this entry »

As máquinas invertem poderes e sentimentos

O texto é uma confissão. Por mais que esconda sentimentos, ele termina firmando resgistros íntimos. Cabe ao leitor usar da intuição. As ficções pertencem a todos. Cada coisa, que carrego, possui singularidades e entrelaçamentos. O texto escorrega, faz suas curvas, flui na rapidez da digitação. Não se engane com a preciosidade das máquinas. Na pressa, […]

Read the rest of this entry »