Posts Tagged ‘pressa’

Todos os sentimentos do mundo

  O mundo dos negócios atrai e transforma pessoas. Programa-se o dia para assegurar bons desempenhos. Evitar o cansaço é uma regra e acumular energias para não deixar ir embora as oportunidades. Os afetos são esquecidos nas esteiras das academias. Conta-se a quantidade de vitaminas e a força das caminhadas. Tudo parece fácil se as […]

Read the rest of this entry »

As costuras e os avessos do facebook: esconderijos virtuais

A sociedade acelera sua comunicação. Fala com o mundo, sinto uma proximidade que cerca cada um. Mas nem tudo amplia o afeto. Muita tecnologia torna a proximidade duvidosa. Lembro-me das cartas. Leitura longa, cheia de interrupções com histórias tocantes. Era animador esperar, abrir o envelope, olhar as letras e ler as aventuras ou lamentos. Hoje, o […]

Read the rest of this entry »

Leituras apressadas, palavras mínimas

            A complexidade acompanha a história.É difícil resumi-la. Simplesmente, tocamos em certas questões e procuramos seguir seguir adiante sem se livrar das esfinges. Vivemos lendo o mundo. As coisas, as pessoas, as relações, as palavras, os sentimentos, as imagens, tudo nos faz observar que há significados que incomodam e precisam […]

Read the rest of this entry »

Os lugares do mundo: pressas e valores

Tenho me cansado de ler os jornais. Era costume, quase da madrugada, mas que venho aliviando a intensidade. Fico sem compreender como existem tantas multiplicidades e como os conflitos se acirram. Procuro observar os valores, as escolhas e ganho perplexidade. Como se sustentar diante de contradições e desperdícios? O mundo se enche de fantasias, com […]

Read the rest of this entry »

O historiador no meio do mundo

As informações correm atrás das pessoas, modelam espelhos. Há pressa em refazer as notícias, em apresentar novidades técnicas. Não se esqueça do fetiche das mercadorias. Portanto, as ambiguidades continuam marcando presença, incentivando discórdias, fomentando ambições, exaltando conquistas. Como construir uma análise numa via de tantas idas e vindas? Qual o diálogo que o passado estimula […]

Read the rest of this entry »

Tonturas do mundo, cotidianos apressados

Dizia o poeta que o mundo é vasto. É difícil saber o que se quer com tantos desejos e tantas invenções. A complexidade é parceira, repleta de  luzes e sombras, mas multiplica, com pressa, dúvidas e desconfianças. Há quem arquitete alternativas e se entregue no sonho da salvação. Faz da vida uma ficção que exige […]

Read the rest of this entry »

A arte, a pressa, o equilíbrio, a cultura

  Descobrir as medidas é sempre difícil. Não sei qual seria a medida certa para cada instante, quando ele revela impaciência ou descontrole. Definir equilíbrio talvez fosse uma saída. Mas como envolvê-lo com palavras que esclareçam sua forma? Falam na possibilidade da harmonia. Não há inferno , nem paraíso, apenas fantasias para facilitar a compreensão […]

Read the rest of this entry »

Cartografias dos sentimentos e cotidianos na rede social

A pressa comanda muita coisa. Não é estranho que o trabalho se insira no cotidiano determinando ordens e excluindo prazeres. A sociedade exige que as pessoas se movimentem e busquem a sobrevivência. O importante é se localizar, construir narrativas que mostrem interesses em seguir adiante com projetos de sucesso. Estamos fazendo uma afirmação genérica, mas […]

Read the rest of this entry »

O choque da notícia no mundo da multiplicidade

Quem se dedica à pesquisa histórica não deixa se renovar com as novas tecnologias. Já se foram àquelas fichas enormes transcritas com muito esforço. O historiador muda seu percurso. Tem pressa. Sente seus prazos diminuindo, o mundo da informação se ampliando. A história possui  ligações fortes com o passado, mas o presente exige reflexões, diálogos […]

Read the rest of this entry »

O afeto mal cuidado no reino das crianças

As leituras dos jornais têm um sabor especial. São muitas notícias, anunciando a diversidade do mundo. Exigem uma atenção cuidadosa. Podemos reler os temas e cair numa meditação silenciosa. Há condições de enganar a pressa e fugir da superficialidade das manchetes. O importante é observar a complexidade das relações. Elas se misturam com as ofertas […]

Read the rest of this entry »