Posts Tagged ‘profecia’

O tempo desfigurado

Vejo o tempo coberto de cinzas, sem fixar datas , nem profecias. Notícias correm registrando mortes anônimas e desesperos universais, mas o espetáculo continua, registrando escândalos e artifícios enganadores. Há um desencanto que esconde o fim do sagrado e a profanação de todas as verdades e de todas as tradições. As ordens desfeitas teimam em […]

Read the rest of this entry »

Kafka: as profecias estão na história

Vivi muitos episódios. Não penso que existe destino. Há sempre surpresas e estagnações. Nada é transparente. A história tem curvas imensas. Tenho poucas respostas e muitas perguntas. Fico agoniado. Há pessoas que revelam um cinismo inexplicável. Há outras que cuidam si e nem ligam para coletividade. E os agressivos cheios de saberes acadêmicos? Quando sei […]

Read the rest of this entry »

Não se espante com os giros da história

  Muitas surpresas acontecem no mundo que vivemos. Quando se diz que o inesperado toma conta da história, alguns ficam chateados. Querem que tudo tenha um caminhar cartesiano. Quem aprende com o passado? As guerras mundiais deixaram lições definitivas? As questões surgem para atiçar a perplexidade. Nada existe isolado. As relações se tocam, os ressentimentos […]

Read the rest of this entry »

As profecias do silêncio

O silêncio é a travessia disfarçada do ruído, a profecia que se escondeu no abismo. A vida não reconta história, não revela segredos, o tempo passa para enganar a morte e engasga com o mistério. Não escreva com a tinta que foi dos anjos, nem habite a moradia dos demônios. Acredite que o universo é […]

Read the rest of this entry »

Condenações cotidianas

Os lugares não se mudam, as permanências mostram espelhos do passado, armados e tensos. Por onde anda o mundo com a presença sem fim das tragédias, com a desconfiança solta? As novidades mostram que as fragmentações não se afugentam e a a vida corre sem saber o sentido da origem, convivendo com o que parecia […]

Read the rest of this entry »

As imagens e os sentimentos

As imagens nos espelhos fixam olhares infinitos. É impossível ter a medida das saudades e envolver sentimentos soltos. Há impossibilidades que sustentam os anseios das eternidades tardias. Não se preocupe com as permanências, a vida não tem regras limitadas. Tudo poderia se vestir com o azul e a loucura voar como um pássaro. Os tempos […]

Read the rest of this entry »

Quem vive sem as profecias e as ilusões?

O tempo está sempre nos cercando. Ficamos contemplando a sua passagem, sem saber defini-lo, mas sentindo que o corpo envelhece e que a sociedade procura outros comportamentos. Não seria exagero afirmar que tudo possui uma idade. Há costumes seculares. Há convivências rápidas que nem deixam vestígios. Nem todo perdão significa esquecimento. Não fugimos de confusões […]

Read the rest of this entry »

As esquinas da vida

NA CARTOGRAFIA DA VIDA NÃO HÁ LINHA RETA. A VIDA É CURVA, A PELE, O PERFUME DO CORPO, CADA MOMENTO É A INCERTEZA SINUOSA, CADA DESEJO, A INQUIETUDE DO OLHAR ANSIOSO. SOMOS SEMPRE POR UM TRIZ, SONHOS SOLTOS NAS ESQUINAS SEM NOMES, NAS PRAÇAS SEM BANCOS DE CIMENTO E  BEIJA-FLORES  APAIXONADOS PELA ROSA VERMELHA. O […]

Read the rest of this entry »