Posts Tagged ‘sentimentos’

O mundo das mercadorias, dos amores, dos consumos

Quem escreve a história não pode ficar desatento ao movimento das coisas. As pessoas relacionam-se, intensamente, mesmo usando disfarces, mas estão numa sociedade onde o valor de troca é comum. Portanto, há muito confusão, os individualismos multiplicam-se, pois a concorrência não vacila. Surgem as dúvidas que não se afastam do cotidiano. Na medida, que a […]

Read the rest of this entry »

Travessias desencontradas

   Concretize o sentimento num território que não tem fronteiras. Cada história vivida nem sempre possui a clareza, nem o encontro definido. A incerteza abraça o tempo com o voo do pássaro  perdido no azul. Contamos as palavras pequenas e esquecemos a imaginação das metáforas, nas narrativas que conciliam as memórias e desfazem o futuro. […]

Read the rest of this entry »

Cartografias dos sentimentos e cotidianos na rede social

A pressa comanda muita coisa. Não é estranho que o trabalho se insira no cotidiano determinando ordens e excluindo prazeres. A sociedade exige que as pessoas se movimentem e busquem a sobrevivência. O importante é se localizar, construir narrativas que mostrem interesses em seguir adiante com projetos de sucesso. Estamos fazendo uma afirmação genérica, mas […]

Read the rest of this entry »

O tempo: os olhares da vida, as profecias do corpo

Com a morte, tudo que respeita a quem morreu devia ser erradicado, para que aos vivos o fardo não se torne desumano. Esse é o limite, a desumanidade de se perder quem não se pode perder.( Valter Hugo Mãe. A máquina de fazer espanhóis) A citação inicia o texto  com uma propriedade incomum. O belo […]

Read the rest of this entry »

A navegação dos sentimentos: os ritmos (des)encontrados

Quem afirma que os sentimentos morreram e proclamam a objetividade total não conseguem ver a vida. Ficam encantados com a acumulação de mercadorias e fazem de tudo um grande negócio. Não querem saber de perdão, nem de nostalgias. Cultivam uma contabilidade mesquinha, habitam nos territórios dos lucros, na expansão dos narcisismos. Não pense que é […]

Read the rest of this entry »

A ocultação da palavra flutuante

Poderia refazer o mundo na escrita do que não foi dito, mas as palavras não se aquietam, buscam significados. O efêmero é relativo, como a eternidade é uma extravagância. Há no sentimento uma síntese da vida que se faz história e atravessa o tempo com se não houvesse ameaças e nem mortes. Oculta-se cada dor […]

Read the rest of this entry »

Travessias, sentimentos, mitos, limites

Os mitos gregos me provocam indagações. Nada de especial. Tenho conhecimentos das suas histórias. Não há as esqueço. Há culturas diversas. Todas possuem crenças e fantasias. Criar hierarquias é abrir a porta para preconceitos. Portanto, não estabeleço ordens ocidentais e definidas. É uma questão de formação. Muitas vezes, navegamos por mares que nem todos navegaram. […]

Read the rest of this entry »

Nas trilhas e curvas dos labirintos

Nas buscas da vida a geometria surpreendente dos labirintos não descansa a imaginação que flutua configurando sentidos. Os sentimentos não dizem da escassez da incompletude, silenciam atônitos. Há sempre sonhos que desafiam a apatia e reafirmam o desejo. Não se fixam transcendências nos instantes da melancolia, cada curva do labirinto rascunha segredos de escritas estranhas. […]

Read the rest of this entry »

A complexa cartografia instável dos sentimentos

Exalta-se, quase sempre, um discurso que não cuida dos afetos. Há um sentido criado pela dominação para justificar as relações sociais existentes. A ordem é não perder tempo, confundir felicidade com eficácia, equilibrar-se em regras rígidas e esconder as emoções. Toda modernidade registra polêmicas, porém ganha quem exerce o poder com promessas de resolver os […]

Read the rest of this entry »

Os sentimentos dançam nos ritmos das magias

A sociedade não nega seus sentimentos, mas teme discussões que possam aprofundar sua complexidade. Existem estudos e pesquisas que povoam as mentes de intelectuais. Não faltam polêmicas. As teorias psicanalíticas ganharam força crescente nas últimas décadas. Há quem as subestime e as mistificações exageradas, também, marcam as polêmicas. Observando a história não se pode  calar […]

Read the rest of this entry »