Posts Tagged ‘sociedade’

O mundo das quadrilhas mirabolantes




A quantidade de bancos explodindo assusta. Uma devastação que nos deixa perplexos. Prendem trés, quatro, mas o suspense continua. Muita grana solta e as pessoas aflitas não sabem o que fazer. Cada cidade atacada é um terremoto. No meio de uma economia combalida, a segurança tornou-se um problema sem fim. Tudo feito com grande eficácia. […]




Share Read the rest of this entry »

Choques e disfarces: jogo tenso da violência e da política




É difícil caminhar sossegado pelas ruas. Os ruídos do carnaval estão salientes. As multidões se preparam para folia e as cervejas mostram-se dispostas a aliciar foliões. A festa se aproxima como uma homenagem a um belo delírio fugaz. A sociedade está mesmo tensa. A violência é veloz e visita o mundo. Assaltos cotidianos aos ônibus, […]




Share Read the rest of this entry »

O que sei é que quase nada sei




    As instabilidades deixam todos inseguros. Não pense que Temer ri gratuitamente. Há disfarces, os políticos são atores qualificados para multiplicar fingimentos. No entanto, as complicações não desaparecem. A expectativa é geral. Notícias de hoje não servem para amanhã. As interpretações da leis possuem sábios aplaudidos e manobras vergonhosas. Moro é o capitão da […]




Share Read the rest of this entry »

Que afeto se mantém no mundo fragmentado?




  O desmanche da cultura ocidental não é tema novo. Uma visita aos pensadores do século XIX me lembra muita coisa. Nietzsche, Marx, Schopenhauer e tanto outros me mostravam a quebra de valores. O capitalismo crescia rapidamente sempre favorecendo às minorias ricas. As tradições se esfarrapavam com as aristocracias respirando com dificuldades. É claro que […]




Share Read the rest of this entry »

O mundo da solidão e do espetáculo




Não faltam cores. Há invenções constantes de formas. É difícil fazer a leitura do mundo que se moldura, velozmente, no cotidiano. Os isolamentos acontecem no meio de multidões histéricas. Grita-se, o ruído polui conversas e as pessoas andam com se estivessem participando de uma corrida. Sobra tempo para refletir ou observar as diferenças? Quando tudo […]




Share Read the rest of this entry »

A depressão e as festas virtuais: o balanço da desconfiança




Estamos envolvidos por notícias assustadoras. Não sabemos se vai aparecer alguma luz. Denúncias se multiplicam,  golpes com identidades renovadoras se afirmam. O debate é mesmo inquietante. Portanto, os ânimos assustam, pois há comportamentos fascistas e corruptos soltos ditando normas. Tudo é confuso, os julgamentos vacilam e a sociedade vive desmanche de instituições. Mas fechamos os […]




Share Read the rest of this entry »

Encruzilhadas: direita, esquerda, amarelo, vermelho, verde…




Há debates políticos que pareciam pertencer ao século passado. Quem apostava na divisão esquerda/ direita era, muitas vezes, ridicularizado. As medidas, agora, são outras. As conversas devem ser atualizadas ? O muro caiu, a Guerra Fria se despiu, a coca-cola está em toda parte, a China se veste com o capitalismo. De repente, os debates […]




Share Read the rest of this entry »

Quem se lembra dos refugiados?




  Fico olhando a sociedade e não me esqueço que o mundo gira. Não basta cuidar das nossas artimanhas e falar mal dos políticos. Há acontecimentos e relações profundamente globalizadas. Contágios desagradáveis de sofrimentos e perdas de rumo perturbam. Cunha é uma figura estranha, as delações levantam desacertos, a dubiedade invade os espaços sagrados. Isso […]




Share Read the rest of this entry »

Há uma política no meio do caminho




Vestir uma roupa tornou-se um problema mais do que estético. As cores ganharam significados bastante expressivos do momento das confusões políticas. Usar uma camisa vermelha é uma risco. Não faltam adjetivos violentos e preconceituosos. Você pode ser agredido. Imagine os distraídos, os que não gostam de partidos. Mas quem aposta no charme do verde e […]




Share Read the rest of this entry »

Os mitos e as histórias das sociedades




  A construção das regras sociais custa tempo. Não há uma harmonia que se estenda e pacifique todos. Na sociedade moderna, a complexidade é grande. Muita gente, objetos, compras e vendas, ambições soltas travam compromissos. Ninguém nega que existem rebeldias. A insatisfação é comum. As vitrines estão armadas para atender desejos. A velocidade tira o […]




Share Read the rest of this entry »