Posts Tagged ‘tensões’

Nietzsche: ansiedade, oportunismo, cultura




  A história não requer confortos contínuos. Parece que é preciso que haja quedas. Elas se vinculam ao movimento de aprendizagem. A cultura traz invenções e toca nas sociabilidades mais permanentes. Isso significa dizer que há mudanças. Mas é preciso não confundi-las com progresso. Mire no século XIX. Observe as idas e vindas dos pensamentos, […]




Share Read the rest of this entry »

O que sei é o que sei e você?




Não compartilho com a famosa afirmação de que o que sei é que nada sei. Sócrates tinha razões, vivia outros tempos, firmava suas confidências. Sei e vejo muitas coisas, embora não negue as fragilidades. Há interpretações múltiplas. Vagamos no meio de tantos conhecimentos. E as novidades das informações? Portanto, as certezas querem se manter, mas […]




Share Read the rest of this entry »

Galeano: as lamentações de escritos corajosos




Eduardo Galeano foi um combatente de rara lucidez Seus livros deixaram lições contra a violência e o desgoverno. Não perdeu a beleza nas suas acusações e narrativas. Queria um outro mundo, conhecia o avesso, festejava o abraço. Acabei de ler Vagamundo. Um de seus primeiros escritos publicados. Galeano mostra a amargura de uma sociedade tensa, […]




Share Read the rest of this entry »

Inferno e hospício: a política das tensões inesperadas




Governar não é fácil. A complexidade continua tomando conta das relações de poder. Preparam-se armadilhas que são mortais. Deixam a perplexidade correr pela mídia. Um dia se vai aos céus, o outro dia sinaliza-se com a catástrofe. Não há, portanto, uma ética, uma pedagogia , um projeto. O futuro , talvez, seja um inferno, as sepulturas […]




Share Read the rest of this entry »

As tensões: “Narciso acha feio o que não é espelho.”




Quando a desconfiança toma conta do cotidiano e as pessoas começam a preencher seus vazios afetivos com a luta política, alguma coisa está perturbando. A política é importante, envolve a vida, se confunde com crenças religiosas, consegue esconder desacertos e espalhar incompletudes. No mundo invadido pelo desamparo, a complexidade se assanha. Análises superficiais ganham urgência. […]




Share Read the rest of this entry »

O olhar do outro: diferenças e tensões




Inúmeras são as definições que tentam cercar o humano.. Tenho muitas dúvidas e vejo que há incertezas e vacilações que se estendem pela história. Não nego que produzimos conhecimentos inquietantes e eles se movem construindo turbulências. A complexidade cresce com as informações que atingem a aldeia global. Nós as inventamos, mas inexistem transparências que nos […]




Share Read the rest of this entry »

Tensões , salvacionismos, desmontes




A história não pede licença. Nós é que temos que cuidar das controvérsias e dá um jeito de amenizar os desencontros. Não há um enredo  determinado. Vamos construindo, nem sempre escolhemos as arquiteturas mais atraentes. Há momentos de muita confusão, onde os acordos não funcionam e tentam-se soluções imediatas e inseguras. As garantias são precárias, […]




Share Read the rest of this entry »

Tensões e violências, políticas e divergências




É quase impossível a afirmar a medida certa do equilíbrio. Atravessamos convivências sociais, mas há sempre notícias de violências e tensões. Pensar a harmonia na sociedade contemporânea deixa dúvidas permanentes. Muitas disputas, valores soltos, pragmatismos dificultam diálogos mínimos.  Apesar das resistências aos desmandos contínuos da ordem dominante, as vacilações são muitas e as utopias tornam-se […]




Share Read the rest of this entry »

(Des)caminhos e vozes que não se calam




As respostas parecem não existir. As perguntas são muitas. Correm o mundo, atiçam movimentos inesperados. Não há só  guerras soltas assustando populações. As tiranias continuam mandando as ordens. Veja o caso recente da posse do governo chinês. Os privilegiados fecham os olhos. Ambicionam fazer negócios, desviam suas atenções e nem ousam discutir por onde caminha […]




Share Read the rest of this entry »

Tensões urbanas: drogas, medos, mesquinhez




O aumento da intensidade da vida urbana traz problemas inesperados. Não poderia ser diferente, pois o que rege a mudança é o ritmo do capital. A meta é a concentração de riqueza e a exibição das supremacias. As intenções de firmar solidariedade são mínimas. Vende-se uma pedagogia que desanima a ética. Os que lutam contra […]




Share Read the rest of this entry »