Posts Tagged ‘texto’

Insinuações soltas

Não vale contar o passado envolvido por nostalgias e sentimentos perdidos O tempo se foi, retorna, possui outras cores, reinventa outras dores e as histórias quase adormecem nos divãs cafonas dos psicanalistas. Há transformações que vendem o futuro e apagam memórias. como se cada aventura decretasse a morte e o juízo final. Os anjos falam […]






Share Read the rest of this entry »

A Queda

                                                     Cai o acaso.                  Desconto com a palavra,                  o que a narrativa não nega: o sentido.                  Escondido, confuso, mágico,                  não me interessa o que está além.                  O sentido intertextualiza e me faz                  pensar na impossibilidade da vida,                  sem o outro.                    A queda não é minha, […]






Share Read the rest of this entry »

As máquinas invertem poderes e sentimentos

O texto é uma confissão. Por mais que esconda sentimentos, ele termina firmando resgistros íntimos. Cabe ao leitor usar da intuição. As ficções pertencem a todos. Cada coisa, que carrego, possui singularidades e entrelaçamentos. O texto escorrega, faz suas curvas, flui na rapidez da digitação. Não se engane com a preciosidade das máquinas. Na pressa, […]






Share Read the rest of this entry »