Posts Tagged ‘valor de troca’

O dito e o não dito: a palavra instituinte e os poetas

Imaginar qual a primeira palavra que foi dita no mundo é um feito de adivinhação. Há muitas representações mágicas sobre a capacidade de cada um construir afirmações. Não se pode pensar a arquitetura da criação da vida e do cosmos sem especular sobre o poder dos poetas. Uma olhada nas mitologias revela que a gramática […]

Read the rest of this entry »

O cais da saudade desenha passados e lembranças

O presente está firme. Há desconfortos visíveis, mas o saudosismo não encontra espaço para se espalhar. O negócio do capitalismo é não firmar nostalgias. Não significa que as lembranças devam ser expurgadas da memória. O capitalismo exige cálculos, medidas, investimentos. As recordações não morreram, mas entram na lógica do mercado, na exaltação do consumo. A história […]

Read the rest of this entry »

A velocidade, a informação, Van Gogh, a memória

Sempre me impressiono com a velocidade. Não é das máquinas da fórmula 1. Não tenho apego às aventuras dos pilotos. Muita ousadia, coragem, destaque na imprensa, mas prefiro outras diversões. Temos que aproveitar a multiplicidade da cultura e buscar os aconchegos mais simpáticos ao nosso cotidiano. A velocidade que me toca é a da impaciência […]

Read the rest of this entry »