Posts Tagged ‘vestígio’

O tempo não se vai sem vestígios

  Quem aposta no esquecimento, numa história com novidades constantes, pode escorregar. A memória está acesa, apesar das pressas cotidianas e da necessidade de lucrar com as notícias escandalosas. Mesmo na vida íntima, o cerco do passado não se extingue. A memória é inquieta, não joga tudo no lixo, possui ritmos e enganos. Os vestígios […]

Read the rest of this entry »

(Des)continuidades

Na escrita íntima  se revelam histórias sem fim e indeterminadas. Os sentimentos  desenham memórias vadias, mas não fogem das invenções perdidas, pois a vida não segue sem a nudez do inesperado, sem a ousadia do vagabundo. Nem o silêncio é o esconderijo da vida, nem o labirinto a geometria da simetria comum. As (des)continuidades nunca […]

Read the rest of this entry »

A extensão da dor e dos segredos

não há silêncio que se eternize pela vida, o ruído o acompanha sem acanhamento. a dor não é uma invenção negativa. ela se estende em cada incompletude. os amores desfeitos, as mortes repentinas costuram os diálogos mais profundos, retomam os desenhos imprecisos dos pesadelos. há na vida a sombra constante do segredo o desejo de […]

Read the rest of this entry »