Posts Tagged ‘violências’

As narrativas da violência, do sufoco, da ilusão

    A disputa não foge da história. Não há períodos de sossegos profundos. As inquietações mostram que o descontrole  é comum. Não é à toa que se inventaram as utopias. Houve épocas de otimismo ou de ilusões com relação ao futuro. A construção da cultura acena com conquistas. No entanto, as ambiguidades continuam imensas. […]

Read the rest of this entry »

As rebeldias, as interpretações, os sentimentos

Ninguém desconhece que o tempo histórico é complexo. Não adiantar querer revelar suas andanças de forma completa. Há, sempre, dúvidas. Exigimos transparências, mas é quase impossível alcançá-las. Isso não invalida as lutas intelectuais, nem promove a excelência do silêncio. Os incômodos provocam ruídos, não é novidade pós-moderna. As ruas ficam cheias de pessoas que reivindicam […]

Read the rest of this entry »

Violência, Boston, desconfianças, incertezas

Não pense que os sustos têm seus dias contados. Há sempre atos que incomodam e fazem  atiçar a superação das desconfianças. O que aconteceu em Boston nos deixa intimidados e tontos. Não significa previsões pessimistas para o resto da história. Não tenho fogo para ser adivinho. No entanto, as violências se sucedem de formas diversificadas. […]

Read the rest of this entry »

A violência acende as disputas e os desmantelos

A história está sempre nos lembrando de desafios. Ninguém consegue ficar alheio aos contrapontos que se formam no cotidiano. As desigualdades não são apenas econômicas. Elas fundamentam conflitos e trazem frustrações. Não vamos negar a miséria que se espalhar por tantas regiões.Incomoda, alimenta monopólios e ambições. São contrastes contínuos. Inventam muita política para amenizar fomes […]

Read the rest of this entry »

As guerras sustentam ambições e desacertam mundos

As histórias percorrem tempos, nunca com os mesmos sentidos, mas descrevendo experiências, lançando dúvidas, mendigando certezas. Não podemos viver sem elas. Temos encontros com o tempo. Ele não é um todo homogêneo. Atravessa finitudes e projetos, sem perder de vista que a cultura costura sociabilidades. Há quem pense na serenidade, em significados repetidos e comuns. […]

Read the rest of this entry »

A difícil arrumação dos significados das culturas

A população mundial convive com mudanças e permanências. Há uma aproximação construída pelos meios de comunicação, acompanhada pela globalização dos interesses econômicos. Vemos imagens exóticas, em segundos, e ficamos impressionados. Não costumamos absorver bem as diferenças culturais. Será que existe o exotismo? Não é mais um artifício para especular sobre as etnias e suas possibilidades […]

Read the rest of this entry »

A violência e o sistema: sustos cotidianos

Seria um delírio afirmar que a violência não se fez presente em toda história. Não é apenas nos grandes centros urbanos que ela se espalha. Há cenas de agressividade e destruição até em lugares considerados mais silenciosos e harmônicos. Ela não se restringe a guerras de grupos, disputas de criminosos, emboscadas de quadrilhas. Há gestos surpreendentes que […]

Read the rest of this entry »

Repressões, cinismos, violências, desgovernos

O mundo é território de muitas invasões. Os comportamentos mudam rapidamente. São bilhões de pessoas convivendo, com crenças e sentimentos conflitantes. Esperar uma harmonia é um devaneio. No entanto, é importante a inquietação e  perceber a multiplicidade. O ano de 2012 não promete sossego. As coisas se balançam, a gangorra se movimenta. As desconfianças prosperam, pois […]

Read the rest of this entry »

A violência não cessa de deixar suas marcas

É impressionante como a violência não se distancia da sociedade humana. Tantos séculos de cultura, tantas reflexões, tantas trocas de saberes e o mundo continua fervendo de agressões e de falta de solidariedade. As formas de violência se renovam com uma crueldade inusitada. As invenções sofisticados não conseguem amenizar a aceleração das vaidades, nem as […]

Read the rest of this entry »