Tatuagens e sentimentos( P/ Reginaldo)

         As marcas das lembranças ficam nas memórias como tatuagens indefinidas.

           Como fazer a leitura de um mundo que já se foi ?

           Ficam desenhados os sonhos resistentes e travessos, num exílio sem fim.

           Cada tempo inventa sua gramática sem se desfazer do  estranho perfume do absoluto.

           A construção é sempre instável e duvida que o juízo final derrube as histórias.

           Esconde-se, no canto dos armários antigos, um desejo insatisfeito que inibe o dogma.

           Não há castigo , nem perdão, apenas descuidos que guardam imagens envolventes.

O ritmo da respiração anuncia o desgaste dos encantamentos tardios.

O desejo acende a possibilidade de um cansaço inusitado.

Mas a vida fica no cuidado do sentimento que não se perde,

na voz que se mistura com o cotidiano dos corações anônimos.

PS: Voltarei com novo texto no dia 4 de 1 de 2014. Boa sorte e boas energias.

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 feed. You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe uma resposta

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>